Roteiro Itália: Costa da Ligúria

A Itália é um país de diferentes facetas, e uma delas é a Costa da Ligúria, também conhecida como Riviera Italiana. Cidades coloridas contornadas por extensas encostas, culinária rica, povo acolhedor e um mar esplêndido, azul e cristalino. Essa combinação resulta em um roteiro pela Itália único, que inclui a pitoresca Cinque Terre e Portofino.

Roteiro Liguria: Cinque Terre

Imagine cinco cidadezinhas coloridas, todas à beira mar, ligadas por trilhas e trem. Esse é o Parque nacional de Cinque Terra, um dos destaques do roteiro Ligúria. Ele é formado por cinco cidadelas, Riomaggiore, Manarola, Monterosso, Corniglia e Vernazza, que são não apenas muito charmosas, como também ricas em belezas naturais.

Roteiro Itália: Parque Nacional Cinque Terre.

Roteiro Itália: Parque Nacional Cinque Terre.

Como chegar e como se locomever pelas cidades de Cinque Terre:

As cidades mais próxima de acesso às Cinque Terre são La Spezia e Levanto, onde você pode chegar de trem ou carro. Como nas Cinque Terre você não usará carro, eu recomendo do trem. Os bilhetes podem ser comprados pelo site da Trenitalia.

Chegando em La Spezia ou Levanto, basta pegar o trem que ligas as cinco cidadelas do parque. Há um bilhete especial chamado Cinque Terre Card, que pode sem comprado para um dia (16 €) por pessoa), dois (29 € por pessoa) ou três dias (41 € por pessoa) com viagens ilimitadas.

Dica: o site do Cinque Terre Card é anualmente atualizado com valores promocionais para famílias. Vale a pena conferir antes de comprar.

Dá também para chegar nas cidades de barco, partindo do porto de La Spezia. A questão é que a cidade de Corniglia não tem acesso por mar, tendo que comprar o ticket de trem para chegar até ela. Porém, a perspectiva das cidades do mar é diferente e única, valendo a pena pelo menos uma vez fazer o deslocamento.

Os barcos entre as Cinque Terre funcionam de março à novembro, e custam a partir de 8€ o trecho. Há também o passe ilimitado para um dia, que custa 27€ (por pessoa).

Roteiro Itália: Trem que liga as 5 cidades de Cinque Terre.

Roteiro Itália: Trem que liga as 5 cidades de Cinque Terre.

Onde se hospedar em Cinque Terre:

Cada uma das cidades do parque tem ótimas pousadas, mas o ideal é escolher uma delas para fazer de base e ir conhecendo as outras de trem. Na nossa opinião, a melhor é Riomaggiore, que tem boa estrutura.

Uma das pousada para ficar é o Alla Marina Affittacamere, colado ao Porto. Ela ocupa um prédio datado do século XIII, mas que foi restaurado e reformado em 2011. A fachada rústica permanece, mas os quartos foram modernizado para maior conforto.

A proposta do Stellio Affittacamere – Guest House é quase a mesma, fica em uma construção histórica que foi rebocada para dar mais conforto aos visitantes. No caso dela, a localização é mais afastada do porto, em uma ruela estreita e rústica no meio da cidade . Todos os quartos são bem decorados, equipados e com vista.

Outra bacaninha é a Creuza de Ma, com quartos claros e um deque com visual lindo.

Onde ficar em cinque terre: o deque do Creuza de Ma.

Onde ficar em Cinque Terre: vista do Alla Marina Affittacamere.

Onde ficar em Cinque Terre: vista do Alla Marina Affittacamere.

Hotéis em Cinque Terre: Quarto espaçoso e reformado do Alla Marina Affittacamere.

Hotéis em Cinque Terre: Quarto espaçoso e reformado do Alla Marina Affittacamere.

Onde ficar em Cinque Terre: Quarto novo do Stellio Affittacamere

Onde ficar em Cinque Terre: Quarto novo do Stellio Affittacamere

Quanto tempo ficar em Cinque Terre:

Para conhecer e vivenciar verdadeiramente o clima da região, tenha 4  dias completos.

O que fazer nas Cinque Terre

Em todas as cidades, há pequenos trechos de mar para se banhar, com água cristalina – alguns com praias de areia, outros com rochas onde dá pra esticar a canga e relaxar. Não deixe de tirar um tempo do seu dia para curtir e relaxar .

Mas, além do oceano, há muito o que ver. Os cinco vilarejos contam com prédios históricos, ruelas e ótimos restaurantes de comida local.

A caminho da praia: o mar cristalino de Cinque Terre

Riomaggiore

Riomaggiore é a cidade mais ao sul da costa, próxima a La Spezia. Ela tem apenas uma rua principal, onde se encontram todas as ruelas da vila, cheias de restaurantes, cafés, mercearias e pequenas lojas. É também uma das mais coloridas das cinco, com prédios antigos pintados de cores quentes e janelas esverdeadas.

Além da caminhada pela cidade, que é fotogênica de todos os ângulos, prove o cone de frutos do mar empanados, especialidade de Riomaggiore. Quase todos os restaurantes servem, mas os melhores mesmo são os do Il Pescato Cucinato e do Tutti Fritti.

Riomaggiore: um vilarejo com ares de vila de pescador italiana

Riomaggiore: um vilarejo com ares de vila de pescador italiana

Roteiro liguria: Porto e praia de Riomaggiore.

Roteiro Liguria: Porto e praia de Riomaggiore.

Cinque Terre: cidade de Riomaggiore toda em tons terrosos.

Cinque Terre: cidade de Riomaggiore toda em tons terrosos.

Manarola

Outra cidade colorida que fica em Cinque Terre. Ela é muito parecida com Riomaggiore, com construções em tons quentes contrastando com a vegetação local.Ela tem um acesso limitado ao mar, por conta dos rochedos, mas chega-se facilmente de barco.

Para se ver, há três diferentes igrejas, sendo a de San Lorenzo a principal, e as ruínas da castelo de Manarola, construído no século XIII. Aproveite para caminhar pelas ruelas e explorar o Coop, um mercado local cheio de produtos artesanais e diferentes.

Para comer, vale conhecer a Trattoria Dal Billy, na parte alta da cidade (e com vista linda), e o Ristorante il Porticciolo, na rua principal de Manarola. Ambos são de culinária italiana, com pratos frescos e pescado.

Construções coloridas de Manarola.

Construções coloridas de Manarola.

Cidade de Manarola vista de outro ângulo.

Cidade de Manarola vista de outro ângulo.

Corniglia

Das cinco, é a única cidade que não fica colada ao mar. Pelo contrário, fica no alto e o acesso, apesar do trem, inclui uma subida de 350 degraus (tem um ônibus que também leva até a cidade, para aqueles que não querem subir a pé). Entretanto, apesar do esforço, a vista é recompensadora.

O destaque nela fica por conta das três igrejas, datas do século XI (todas abertas ao público). No mais, vale uma caminhada pelas ruas calmas da cidade e apreciando a vista do mar.

De comida, recomendamos o restaurante Ristorante La Lanterna, tradicional italiano, e não perca a Alberto Gelateria, que além de sorvetes maravilhosos serve crepes e doces.

Cinque Terre dicas: Vista de Corniglia pelo mar.

Cinque Terre dicas: Vista de Corniglia pelo mar.

Atrações Cinque Terre:o colorido da Villa de Corniglia.

Atrações Cinque Terre:o colorido da Villa de Corniglia.

Vernazza

É a segunda maior cidade do Parque Nacional, e consequentemente a com mais locais para visitar. Primeiro, o Castelo de Doria, uma construção fortificada construída em 1080 para proteger a costa. A entrada custa 1,50€ e tem vista para a cidade e para o mar.

Descendo do castelo, explore as ruas, até a Piazza Marconi, que é a principal de Vernazza.

Há restaurantes (gostamos da pizzaria Baia Saracena e da tradicional Gelateria Il Porticciolo), acesso à praia e também a Igreja de Santa Margherita d’Antiochia para conhecer.

As cinque terre também são uma delícia para ir com crianças

Cinque Terre o que fazer: Cidade linda de Vernazza.

Cinque Terre o que fazer: Cidade linda de Vernazza.

Vista de Vernazza a partir da trilha que vem de Corniglia.

Vista de Vernazza a partir da trilha que vem de Corniglia.

Monterosso

O diferencial da cidade é a praia, que tem a maior extensão de areia de todas da Cinque Terre. O mar é calmo, cristalino, tem espreguiçadeiras e alguns bares com pé na areia que servem de apoio. Ela costuma ficar mai cheia no verão, quando locais e turista pegam sol e mergulham. Mas andando para os lados, há trechos com rochas onde é possível mergulhar.

Mas no inverno também vale a visita, já que, por ser a maior cidade das cinco, tem muito comércio, restaurantes, cafeterias e igrejas para visitar. A mais antiga delas é a de João Batista, datada de 1307 e aberta ao público.

Já das indicações para comer, vale experimentar alguns cones de frutos do mar empanados, que nem em Romaggiore. O preferido de muitos é o Il Bocconcino.

Se for para sentar e relaxar, indicamos a Enoteca da Eliseo e a Pizzeria La Smorfia.

 

Roteiro Itália: Praia de Monterosso.

Roteiro Itália: Praia de Monterosso.

O mar calmo e azul de Monterosso.

O mar calmo e azul de Monterosso.

As ruas de Monterosso

Trilhas que ligam as cidades de Cinque Terre:

Uma atividade muito comum na região são as trilhas, que ligam as cinco cidades. No geral são caminhos com dificuldade de fácil para médio. A principal é a Sentiero Azzurro, ou trilha azul, que liga de ponta a ponta as Cinque Terre.

O valor do acesso diário às trilhas é de 7,50€, que podem ser pagos na hora.

No site oficial da Cinque Terre há a condição de todas as trilhas do parque nacional. Nele dá para ver quais estão abertas e as condições para percorrê-las. Não deixe de verificar antes da viagem, pois as condições climáticas podem fechá-las, principalmente quando chove forte.

Uma parte da trilha que liga as cinque terre

Destinos Liguria: De Cinque Terre para Portofino

 

Como chegar em Portifino

Portofino fica a 50km de Cinque Terre, e você pode ir de trem + o ônibus da linha 82 pegando na estação de Levanto.

O que fazer em Portofino:

A cidade de uma quantidade boa de atividades para fazer, mas a verdade é que é um destino para relaxar, curtir a calmaria e se desconectar do mundo. Acordar sem pressa, tomar um bom café, olhar para o mar da Ligúria e sentir o sol. A proposta é essa.

Mesmo assim, vamos listar aqui o principal para se ver na cidade.

  • Igreja de San Giorgio: ela fica na entrada da península do Faro e é a principal de Portofino. A arquitetura é simples, somente com a faixada pintada e com interior em branco e poucos bancos. A composição ganha vida com a calcada de pedras, que formam desenhos. A entrada é gratuita.
  • Castello Brown: a construção de longe lembra uma fortaleza, mas na verdade é um castelo antigo onde vivia o Conde Brown, influente na região. A casa hoje é aberta para visitação e realização de eventos, como casamentos. A entrada custa 5€ por pessoa.
  • Museo Del Parco: é um museu a céu aberto, com diferentes esculturas feitas por artistas locais. Elas tem estilos diferentes, indo do clássico ao contemporâneo. A entrada é gratuita e é preciso ficar atento ao fechamento no inverno.
  • Farol de Portofino: se continuar andando pela península do faro, cruzando uma floresta mediterrânea mais densa, se chega ao farol, que tem uma vista privilegiada do mar e de quebra tem também um bar para relaxar, o Al Faro di Portofino Lounge Bar. A especialidade são bebidas e petiscos leves.

Esse são os principais pontos de Portofino, mas outra alternativa para passear é ir de barco, que parte da marina, até a Abbazia di San Fruttoso. No verão são colocados espreguiçadeiras, mas a vista também vale em dias menos quentes, para conhecer o interior da abadia. O barco que leva até ela custa 8,5€ o trecho.

Roteiro Itália: Igreja de St. George em Portofino.

Roteiro Itália: Igreja de St. George em Portofino.

O farol de Portofino na ponta da península do Faro.

O farol de Portofino na ponta da península do Faro.

O que fazer em Portofino: a  praia da Abbazia di San Fruttoso

O que fazer em Portofino: a  praia da Abbazia di San Fruttoso

Onde comer em Portofino:

Apesar de pequena, Portofino tem uma boa quantidade de restaurantes. Boa parte segue o estilo tradicional italiano, trabalhando com frios, queijos e vinhos do país. Pertinho da marina nós recomendamos a Taverna del Marinaio, o Winterose Wine Bar e a Trattoria Tripoli, com boas massas e frutos do mar.

Se preferir algo mais sofisticado, a opção é o Caffe Restaurant Excelsior, que traz técnicas contemporânea aos pratos. A comida é muito suave, fresca e feita com ingredientes locais. Um restaurante também sofisticado, mas um pouco afastada da marina, é o Da Ö Batti Portofino.

De sobremesa, nada melhor que um gelatto, e o melhor da cidade é do Bar Gelateria Il Molo.

Onde comer em Portofino: quase todos os restaurantes tem mesas na rua.

Onde comer em Portofino: quase todos os restaurantes tem mesas na rua.

Onde se hospedar em Portofino:

Dos mais luxuosos, o destaque é o Belmond Hotel Splendido, que fica a 5 minutos da orla. Toda a estrutura dele  é voltada para curtir bem o destino, com piscina, SPA, restaurante e bar. Os quartos também são ótimos, com camas grandes, varanda e mini sala.

Outro ótimo, de cara pro mar, e bem no centro é o Hintown Seaview, com apartamento de um quarto com saleta e cozinha.

Para algo mais simples, mas super localizado, a dica é o Albergo Nacional, bem no centro de Portofino.

Onde fica em Portofino: Estrutura do Belmond Hotel Splendido.

Onde fica em Portofino: Estrutura do Belmond Hotel Splendido.

Melhores hotéis de Portofino: Quarto do Belmond Hotel Splendido.

Melhores hotéis de Portofino: Quarto do Belmond Hotel Splendido.

O predio do Albergo Nazionale, na praça.

Veja aqui a continuação desse post com o Roteiro pelo sul da França

E mais sobre a Itália:

Roteiro Roma de 3 e 5 dias

Roteiro Costa Amalfitana

Praias mais lindas da Itália

Melhores hoteis de Roma

Quer viajar mais e ficar por dentro de todas as dicas, novidades e promoções?

Deixe seu email aqui!

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.