Tiradentes, um roteiro delicioso em Minas Gerais

Uma praça, duas ruas principais e outra meia dúzia de vielinhas; em uma tarde se vê a cidade. Mas para conhecer mesmo, tire mais tempo. Tiradentes, Minas Gerais, merece pelo menos uma semana, e aí sim você vai entrar no modo off das ruas de pé de moleque, dos passeios de charrete, do pão de queijo quentinho saindo do forno à lenha, da vida que passa… devagar.

Fazia tempo que a gente não ia para Tiradentes, e a surpresa que tivemos foi das mais gostosas. Tiradentes está  bem na fita: conservada, charmosa, não sofreu nenhum processo de descaracterização ou favelização no entorno, tem mil lojas e restaurantes de charme. E pra completar, tem os festivais – de cinema, de gastronomia, de jazz – as cirandas, a folia de reis.

tiradentes-web7

Quando ir a Tiradentes MG

A cidade é mais festiva nos fins de semana, feriados e, principalmente, nos festivais (veja calendário mais abaixo).

O inverno é um frio gostoso, e no verão as temperaturas sobem um pouco mais, dando até para mergulhar nas cachoeiras que existem na região..

Como chegar? Precisa de carro?

A resposta depende do que você pretende fazer.
Se a ideia for ficar apenas pelo centro histórico e ir até Bichinho e São João Del Rey, não precisa de carro.
Útil e a Paraibuna fazem o trecho de ônibus,  saindo respectivamente de SP e Rio. Atentem apenas que não existe ônibus de SP e Rio até Tiradentes. É preciso comprar passagem até São João del Rei e de lá pegar um ônibus de linha (viação Presidente) ou táxi até Tiradentes.
E para ir a cidades vizinhas como Bichinho há ônibus, e São João Del Rey, ônibus e a Maria Fumaça.
Agora, se quiser ir nas cachoeiras e explorar mais a região no entorno, ou se quiser ficar numa pousadinha de montanha, aí vale ir de carro. Mas nesse caso, veja se há facilidade de estacionamento no local onde vá se hospedar.

Onde ficar em Tiradentes

No centro histórico é onde eu gosto mais. Lá, as melhores pousadas são:
Pousada do Ó: fica em um lindo casarão colonial na Rua Direita, a caminho da Igreja da Matriz.
Solar da Ponte: É uma fazenda colonial, e a decoração segue o estilo, com móveis de época.
Richard Rothe, : na Rua Padre Toledo, bem no centrinho, ao lado da Igreja da Matriz. O café da manhã é incrível, e os quartos são confortável e amplos.
Pousada Vovô Chiquinho: é bem arrumadinha, em uma casa na Rua Resende, e com quartos arejadas e com vista para a serra ou para a cidade.
A poucos muitos do centro:
Alforria: É linda e com cara de hotel de design e quartos com vista para a montanha. Ocupa um pequeno sítio, mas fica a 10 minutos andando do centro.
Solar da Imperatriz:  Também a 10 minutos a pé do centro, e com cara de chácara do café.
Porém, se estiver de carro, e quiser algo com clima de fazendinha mineira, a Villa Alegra cai como uma luva
Pousada do Ó: ótima opção de onde ficar em Tiradentes MG

Pousada do Ó: ótima opção de onde ficar em Tiradentes MG

Pousada do Ó: ótima opção de onde ficar em Tiradentes

Pousada do Ó: ótima opção de onde ficar em Tiradentes

A pousada Solar da Imperatriz, em Tiradentes, MG

E o decor de design da Alforria. Reparem no pé direito alto, que delícia

A pousada Solar da Ponte

O calendário de eventos de Tiradentes

Tiradentes tem uma agenda intensa de festivais. Para saber os dias exatos, sugiro consultar o portal da cidade. Mas abaixo, listei os meses em que esses festivais costumam acontecer.

  • Mostra de Cinema Brasileiro (janeiro)
  • Carnaval  com suas bandas e blocos caricatos
  • Festival de Fotografia de Tiradentes (março)
  • Semana Santa com procissões e decoração de tapetes ornamentais
  • Festival de Teatro Tiradentes em Cena (maio)
  • Festa para Santo Antônio (junho)
  • Bike Fest (junho)
  • Atividades de inverno (julho)
  • Festival Internacional de Cultura e Gastronomia (agosto)
  • Festival Artes Vertentes (setembro)
  • Festival Internacional de Artes de Tiradentes (setembro)
  • Duo Tiradentes Jazz Festival ( novembro)
  • Festival de luzes de Natal (novembro e dezembro)
Festival de cinema de Tiradentes: telão na praça

Festival de cinema: telão na praça

E o cortejo na rua, ainda durante a mostra de cinema de Tiradentes

E o cortejo na rua, ainda durante a mostra de cinema

O Centro Histórico:

O centro gravitacional de Tiradentes  orbita em torno do Largo das Forras, pracinha com lojinhas, restaurantes e – claro – uma igreja.

Partindo dela, saem as ruas. As principais são as ruas ruas Direita, da Cadeia e da Câmara, e outras que vão se emaranhando em bequenos becos com:

  • Compras de decoração:  a cidade é conhecida pelos seus ateliês, com objetos que vão de toalhas de mesas, a esculturas de madeira e móveis rústicos. Eu comprei uma mesa de madeira maciça lá por R$700, e paguei R$200 no frete.  Os ateliês se concentram nas ruas ruas Direita, da Cadeia e da Câmara.
  • Monumentos históricos: Não podem ficar de fora do roteiro o Chafariz de São José; as igrejas de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, Nossa Senhora das Mercês dos Pretos Crioulos e a Matriz de Santo Antônio; e o Museu Padre Toledo.
  • Concertos clássicos de sexta: Na Igreja da Matriz, há  todas as sextas um concerto em um órgão de 1700, que chegou em Tiradentes trazido de navio. Para entrar no clima da corte!
  • Pôr do Sol: tem também em Tiradentes, e a vista mais linda é a do morro em frente à Igreja São Francisco de Paula.

 

tiradentes e suas ruas: uma volta ao passado

O que fazer em Tiradentes: natureza

E a paisagem natural é uma loucura. Tiradentes fica num vale alto, no altiplano mineiro, cercada de montanhas por todos os lados. É a imponente Serra de São José, que abraça todos os horizontes e que, apesar da imponência, é explorável.

Para quem gosta de  trilhas, há a do Carteiro, passa por lagos cor de coca-cola, e outras mais longas que atravessam a Serra.

Cachoeiras, há um monte, mas as mais bonitas são:

  •  Despacho
  • Mangue
  • Limoeiro
  • Cachoeira do KM14.

E tem ainda o passeio de bike. que passa pela roça e é bem bacana. Quem faz é o pessoal da Uai Trip (32 98848-3283)!

 

Cachoeiras de Tiradentes mg

Supresas no caminho da Trilha do Carteiro

Cachoeira do Limoeira

Cachoeiras de Tiradentes mg

A cacheiro do Despacho

Onde comer em Tiradentes

Comer é outro prazer inenarrável por lá. D

o cinco estrelas Traga Luz (faça sua reserva com antecedência) ao festivo e colorido Cantina Spaghetti (onde comi a melhor pizza da minha vida!), passando pelo Via Destra (italiano com uma varanda deliciosa e luz de velas).

O gran finale é sempre o Rocambole & Cia, com uma massa leve até não poder mais, e recheios de doce de leite em mil variações (não deixe de experimentar!).

Outro patrimônio açucarado são os doces do seu Chico Doceiro, que aos 80 anos ainda faz seus docinhos em um tacho ao fogo. Tem canudinho de doce de leite, cajuzinho, doce de banana, beijinho.

Doçólatras também não podem perder as compotas das Flor de Lótus.

Onde comer em Tiradentes: restaurante Tragaluz

Onde comer em Tiradentes: restaurante Tragaluz

Maria Fumaça para São João Del Rey

Não perca o passeio de Maria Fumaça, um clássico. Vai até São João del Rey e percorre 13 quilômetros de estrada margeando o Rio das Mortes até chegar na estação final, construída em 1881.

O bilhete de ida e volta custa R$ 60 somente ida ou R$ 82 ida e volta (valores junho de 2019).

Em São João, vale fazer o passeio (com calma) pelo Centro Histórico, que passa por ruas de casario colonial e pela Igreja São Franscisco de Assis.

 

Nós na Maria Fumaça: diversão para todas as idades

Nós na Maria Fumaça: diversão para todas as idades

E passeando em São João Del Rey

E passeando em São João Del Rey

 

MAIS SOBRE TIRADENTES:

O que a Ju achou de lá

Algumas boas garfadas em Tiradentes

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.