Roteiro ilhas gregas: dicas de viagem Grécia

roteiro ilhas gregas

As Cíclades são talvez as mais famosas ilhas gregas, e não à toa. Mykonos, Santorini, Paros, Folegandros, Milos, Koufonisia são apenas alguns exemplares desse pontilhado geográfico que reúne mais de 200 ilhas ao norte do mar Egeu. No post de hoje, escrevi nosso roteiro ilhas gregas com o que mais gostamos, e com todos os detalhes de se hospedar, como circular entre as ilhas, melhores praias, restaurantes e tudo o que você precisa para organizar a sua viagem.

O roteiro ilhas gregas:

Você não precisa comprar um pacote para a Grécia. Nesse post, detalhamos todo nosso roteiro, que começa em Milos e segue para Mykonos, Paros, Koufonisia e Santorini. Você pode fazer tudo por conta própria.

Nesse caso, vale ainda mais à pena ter um chip de celular, para se comunicar com agências, fazer reservas e usar Google Maps para se locomover. Nesse caso, recomendo o da EasySim4u. Acho o melhor, e ainda é prático: a gente compra pela internet e recebe ele em casa já configurado. Aí é só colocar o celular e usar.

O mapa do nosso roteiro pelas ilhas Cícladesm na Grecia

O mapa do nosso roteiro pelas ilhas Cícladesm na Grécia

Como chegar nas Cíclades:

Você pode voar direto para Milos, saindo Atenas (cerca de US$50-70). Para achar as passagens baratas para a Grécia, recomendo usar o buscador do Skyscanner.

Depois, para circular entre as ilhas, o melhor é o ferryboat. Isso porque, de avião, os voos sempre retornam para conexão em Atenas, então não vale à pena. Veja aqui horários e preços do ferryboat para as ilhas gregas

Hoteis com desconto na Grecia:

Os seguidores do nosso blog tem desconto de R$100 no booking. Só pode ser usado uma vez por cada usuário/cartão de crédito, e é válido para reservas acima de R$200. Para usar o desconto, reserve seu hotel por esse link.

 

Vale à pena fazer um cruzeiro pelas ilhas gregas?

Na minha opinião, não. Você vai passar a maior parte do tempo no navio, e pouquíssimo tempo em terra: os cruzeiros passam, na maior parte das vezes, um tarde/noite em cada ilha. Vale mais à pena ir de uma para a outra de ferry, e se hospedar em hoteis.

1.Roteiro Grecia: começando por Milos

primeira parada desse roteiro é Milos, uma ilha que adoramos e recomendo não deixarem de ir

Milos nasceu de explosões: emergiu em meio a terremotos e erupções sob o oceano, e o resultado é uma ilha exuberante e com paisagens dramáticas esculpidas em rochas vulcânicas. Recomendo ficar por aqui pelo menos uns 4-5 dias.

A ilha tem pouco mais de 150 quilômetros quadrados, com 41 praias e 4 graciosos vilarejos de casas brancas. São eles Adamas, Polônia, Plaka e Klima. Para se hospedar, prefira Adamas e Polônia.

  • Adamas: é o mais agitado dos vilarejos de Milos, e onde fica o porto. Concentra alguns restaurantes, pousadas, café e agências de passeios. É uma localização prática para quem quer estar perto dos passeios e do agito.
  • Pollonia é o mais charmoso e aconchegante, e à noite tem muitos restaurantes gostosos. Um dos melhores da ilha, o Enalion, fica por estas bandas e serve pratos típicos.
  • Plaka: fica no alto da montanha, e é o mais cicládico dos vilarejos. Mas não é a melhor localização para hospedagem, embora valha muito uma visita ao entardecer – já que de lá se tem uma vista privilegiada do por-do-sol – emendando em um jantar.
  • Klima: é um pequeno vilarejo de pescadores com casinhas à beira-mar, a cinco minutos de carro de Adamas. É um vilarejo bem tranquilo. Aqui fica também outro dos melhores restaurantes de Milos, o Astakas.

 

Você vai precisar alugar um carro em Milos, já que a ilha carece de transporte público. Dirigir em Milos em super tranquilo, e a ilha não é grade. Leva-se pouco mais meia hora para ir de Norte a Sul, e no curto caminho há um desfilar de praias maravilhosas. As mais lindas, na minha opinião, são:

  • Sarakiniko: fica no sul da ilha, e é uma das mais lindas. Aqui, a areia dá lugar a um chão de calcário irregular com aspecto lunar, cavernas e rochedos para cliff jump. Não tem estrutura nenhum de barraca, mas tem um quiosque antes da chegada na praia. O estacionamento é gratuito.
  • Papafragas: Fica a cinco minutos de carro de Sarakiniko, e é outra beleza. Papafragas é um rasgo de mar aberto na rocha, com cavernas e uma piscina natural entre as pedras. Há um estacionamento gratuito logo acima, mas é preciso descer uma estreita e escorregadia trilha entre as pedras para nadar na piscina de águas esmeraldas. Não tem estrutura nenhum de barraca
  • Firiplaka: fica do outro lado da ilha, numa trajeto que saindo de Papafragas leva cerca de meia hora de carro. Firiplaka tem uma pequena estrutura, com um rústico Beach Club  onde pode-se almoçar uma ótima salada por menos de 6 euros, e alugar um par de espreguiçadeiras com barraca por 8 euros, preços bem abaixo dos praticados em outras ilhas cíclades. Conta com estacionamento gratuito.
  • Tsigrado: Chegar em Tsigrado exige um pouco de coragem e disposição. Para acessar a areia, é preciso passar por uma fenda entre o rochedo, segurando em cordas numa escada improvisada. Mas aqui vale máxima de que os lugares mais difíceis de chegar, são também os melhores: a pequena baia protegida por pedras e cavernas tem mar estourando de azul, e nenhuma barraca. Preservada como deve ser o paraíso, sem nenhuma estrutura, mas com sombra das pedras e estacionamento gratuito.
  • Kleftiko: Esse é o tesouro de Milos!!! No mar, e apenas acessível de barco, fica o Kleftico, um antigo  esconderijo de piratas. Lá, uma lagoa azul se esconde protegida por cavernas e rochas de calcário de proporções magnânimas. O passeio para esse ponto da ilha pode ser feito de duas formas, e ambas valem à pena: dando a volta na ilha e indo até a vizinha Poliegos, ou explorando apenas o seu lado oeste. Para o tour, recomendo as empresas: AquattaOneiro,  e  Milos Adventure. Nós fizemos com o Aquatta, e achei bem bom: um veleiro tamanho médio, com apenas 10 pessoas, e nada de bagunça.

Quanto custa viajar para Grécia: Milos

Fiz uma lista do que gastamos, aproximadamente (valores julho 2018):

  • passeio de barco para dar a volta na ilha, com almoço e bebidas: 8o euros
  • salada grega: 7 euros
  • refeição com peixe: 25 euros por pessoa
  • aluguel de carro: 45 euros coms seguro (não achei nenhuma locadora que fizesse full insurance
  • sorvete: 2 euros
  • agua 1 litro: 1,5 euros
  • refri: 2,70 euro

Onde ficar em Milos:

A respeito de hoteis em Milos, nos hospedamos no Efi Studios, que achei muito bom. Também adorei o Niki Savvas. ambos ficam em Polônia.(»»»»» reserve por esse nosso link do booking e ganhe R$100 de desconto. O valor é reembolsado no cartão após o check out. O link só pode ser usado 1 vez por conta/cartão de crédito, e sempre pra reservas acima de R$100)

Roteiro Ilhas Gregas: passeio de barco pelo Kleftiko, em Milos

Roteiro Ilhas Gregas: O passeio de barco pelo Kleftiko, em Milos

Ilhas Gregas Kleftiko Milos

Mais uma vista linda do Kleftiko. Nesse lugar, só se chega de barco. Fizemos nosso passeio com o Aquatta Yachts

Uma das paradas do passeio de barco pelo Kleftiko que fizemos com o Aquaatta Yatchs

E as cavernas onde o barco para pra gente nadar

Tsigrado

Roteiro Ilhas Gregas: a praia de Tsigrado, que tem acesso por uma fenda nas rochas

Firiplaka

Firiplaka, e seu pequeno beach club

Grecia Papafragas, Milos

Papafragas

Dicas da Grecia: Sarakiniko

Dicas da Grecia: Sarakiniko

A cor da água de Milos

Debaixo d’água, mas tão transparente que nem parece

O vilarejo de Klima

O vilarejo de Klima

Adamas Milos

E Adamas

Roteiro Ilhas gregas: Mykonos

Nosso roteiro Ilhas Gregas prossegue. Saindo de Milos, o ferryboat leva 5 horas  (69 euros) para chegar na nossa próxima parada: Mykonos, a mais festeira das Cíclades. Mykonos é a resposta grega para Ibiza, e no mês de julho, prepare-se para encontrar congestionamentos em alguns trechos, praias cheias e preços inflacionados.

Sobre quanto tempo ficar em Mykonos, reserve pelo menos 5-7 dias, porque a ilha que tem de tudo um pouco. Há praias lindas e badaladíssimas, outras vazias, beach clubs, bares, restaurantes, festas madrugada adentro.

Se a sua praia é badalação, há uma infinidade de Beach Clubs.

  •  Nammos Beach Club: O mais luxuoso de todos, fica em Psarou, e tem até um shopping de grife. Aqui, as areias são tomadas por biquínis Missoni, e ver gente é um ritual.  Os mais afortunados se reunirão nas cabanas,  que custam 5 mil euros por dia com capacidade para seis pessoas e tudo incluso. O Nammos também tem um shopping de grifes, e um restaurante onde o forte são as lagostas e as massas trufadas.
  • Scorpios: charmoso e super animado, mas mais cool e boho. A cabana custa 150 euros para 4 pessoas,
  • Alemagou: cool, descolado e nosso preferido. Aqui, ver gente também é um ritual, e é nas areias do Alemagou que rolam festas memoráveis com os melhores DJs do mundo (fiquei atento à agenda pelo facebook deles). A cabana custa 100 euros para até 8 pessoas, e o sunbed 20 euros.

Se você quer tranquilidade e pedaços de areia mais isolados, recomendo essas praias:

  • Fokos e Kapari: são duas enseadas entre paredões rochosos e onde o acesso ainda se dá por estrada de terra. Kapari não tem absolutamente nada, e é uma pequena beleza. Já em Fokus, há apenas uma pequena taverna antes de chegar à areia, que serve comida muito boa.
  • Ágios Sostis: é uma das minhas preferidas. A praia é dividida em duas por uma rocha, formando uma praia maior e uma pequena baía preciosa, tem mar tinindo de azul, e uma pequena igrejinha abobadada. E é na entrada de Ágios Sostisfica que fica um dos restaurantes mais badalados de Mykonos na hora do almoço: o Kiki’s. (média 50-50 euros por pessoa) Para ele, há sempre filas, e de duas horas até, mas regadas com rosé de cortesia. Kiki em pessoa cuida de organizar a espera, mas não anota nome de ninguém: você fica aqui, ela ali, e assim vai. Faz parte do charme do lugar, e no final, tudo fica certo. A comida é bem gostosa, feita no forno à lenha, com peixes frescos, porco, saladas.

Vale também explorar as praias do sul de Mykonos e da vizinha Rhenia, de barco. Um dos passeios pelo sul da ilha, inclusive, leva a cavernas e é muito bonito. Recomendamos o passeio com o Kaiki Cruises. Se quiser fazer, também vale fazer o passeio de barco no fim de tarde para ver o sunset do mar em Little Venice.

No fim do dia, rume para a cidade de Mykonos (se estiver de carro, tem  estacionamento público e gratuito da Fabryka). De preferência, chegue antes do pôr-do-sol, que é sensacional se visto da chamada Little Venice, o calçadão de bares brancos e azuis adornados com bouganvillias, cartão-postal da ilha.

É nesse ponto também que ficam os moinhos, construídos no século XVI pelos mercadores venezianos para moer o trigo vendido na rota da Ásia. Depois, suba pelo Kastro até a igreja de Panagia Paraportiani, que começou a ser construída em 1425 e só foi finalizada 300 anos depois. Ela, na verdade, é uma junção de cinco outras igrejas que formam um gracioso conjunto

Depois, perca-se pelas ruelas de Mykonos, com suas ruas estreitas, casinhas brancas com varanda coloridas, e numerosos cafés, bares e restaurantes. Se quiser uma parada estratégica para um lanche fique com o Kitchen Lab e sua torta caseira de banana com toffle de caramelo e ganache de chocolate (8 euros). Também adorei o I Scream, uma sorveteria caseira perto dos moinhos. Já para um jantar romântico, recomendo  o Kastro’s é ótimo.

Onde ficar em Mykonos

Em Mykonos, ficamos no Myconian Villa Collection, que faz parte da coleção Preferred Hotels, e fica na praia de Elia. Adorei. Nosso quarto era lindíssimo, decorado com obras de design, e tinha uma varanda deliciosa para praia. Alguns quartos tem piscina com varanda. Além disso, o hotel tem spa, piscina, um restaurante incrível, um café da manhã sensacional e ainda um trecho de praia privativa em Elia.

Fora o Myconian, recomendo o Nissaki (em Platis Yalos), o Waves (em Ornos), o Hippie Chic (em Inanis). >>>> Pra saber mais, leia nosso post com os 10 melhores hoteis de Mykonos

Como se locomover em Mykonos

O melhor é alugar um carro (na alta estação, o trânsito é meio caótico, não recomendo nem moto nem quadriciclo.

Em Mykonos não há ônibus para todas as praias. E as linhas que existem não são circulares. Elas saem de Chora e vão direto pra uma praia determinada. Se você quiser ir da praia X pra Y direto, não pode; é preciso voltar pra Chora e pegar outro ônibus.

Existe também um taxiboat, mas que como o ônibus, não vai para todas as praias.

Quanto custa viajar para Mykonos

Esses foram os nossos gastos aproximados em Mykonos (julho de 2018), excluindo os Beach Clubs:

Jantar simples: média 15-25 euros por pessoas

salada grega: 10-12 euros

aluguel carro: 79-90 euros (com seguro parcial)

aluguel quadriciclo básico: 40 euros (com seguro parcial)

sorvete: 4-5 euros

água 1 litro: 2 euros

mykonos melhores praias

A praia de Fokos, em Mykonos: uma das mais intocadas

Dicas de Mykonos

Dicas de Mykonos Detalhe de Fokos

Roteiro Mykonos: Agios Sostis

Roteiro Mykonos: agora, a praia de Agios Sostis

Agios Sostis

A praia menor de Agios Sostis, com a ingrejinha

Kiki's Mykonos

E o Kiki’s, com seu super climinha

Mykonos Grecia

Kamari: mais uma das praias intocadas de Mykonos que descobrimos nesse viagem

O mar de Kapari

O mar de Kapari

Beach Clubs de Mykonos: Alemagou

Beach Clubs de Mykonos: Alemagou, e o por do sol maravilhoso

Beach Clubs de Mykonos: Alemagou

A decoração do Alemagou

Panaria Paraportiani Mykonos

Panaria Paraportiani, na cidade de Mykonos

Little Venice, Mykonos

Little Venice, Mykonos

  

Little Venice, Mykonos

O calçadão super alto astral de Little Venice, na cidade de Mykonos

passeio de barco Mykonos

O passeio de barco em Mykonos para ver o fim de tarde

Cafes em Mykonos

A torta pecaminosa do Kitchen Lab

Hoteis em Mykonos

Hoteis em Mykonos: nosso quarto o Mykonian Villa Collection

Hoteis em Mykonos

Hoteis em Mykonos: mais um ângulo do nosso quarto no Myconian Villa Collection

Hoteis em Mykonos com piscina privativa

Alguns quartos do Myconyan Villa Collection ainda têm piscina na varanda

Roteiro Grecia: Paros

Continuando nosso roteiro ilhas gregas, seguimos de Mykonos para Paros de ferry. O trajeto é de duas horas  (30-50 euros), com escala em Íos e Folegrandos. Adoramos Paros: é menos turística, mais verde, mais quieta, aconchegante e muito romântica.

Recomendo pelo menos uns 5 dias em Paros. Para se hospedar, prefira Naoussa ou Paríkia.

Em Naoussa, ficamos no Mr and Mrs White, que faz parte do selo Small Luxury Hotels. Considero um dos melhores da ilha. É um hotel boutique com duas piscinas, quartos com varanda, jardim, restaurante, e um café da manhã delicioso. E fica  5 minutos a pé de Naoussa, um dos vilarejos mais lindos da Paros.  Outros ótimos em Naousa são: Michael Zeppo Studios e o Romantica Suites.

Já em Parikia tem o Niirides Studios e o MerSea Apartments.

Para entender os vilarejos, é o seguinte:

  • Naoussa: é vilarejo mais típico de Paros, e apaixonante. Ele fica à beira-mar, tem ruas estreitas, casas brancas com sacadas e portas coloridas, cafés e restaurantes deliciosos, e é bem relax. Dos restaurantes, adoramos o Soso, que serve pratos gregos com roupagem contemporânea, e o Mediterâneo, com menu de peixes, boa parte pescados por lá mesmo.
  • Lefkes: fica nas montanhas centrais, todo de casinhas brancas. Foi a primeira capital da ilha, e que merece muito a sua visita.
  • Parikia: é a capital atual e onde fica o porto. É maior que Naousa, e mais movimentada. Além de agências, hoteis, mercados, preserva alguns monumentos da Grécia Antiga. Entre eles,  as ruínas do templo de Asclepion, a Igreja Ekatondapiliani, e as ruínas do Delion, o santuário de Apolo e Artemis usado pelos gregos até o século IV a.C.

O que fazer em Paros:

  • Praias: as praias mais lindas de Paros são Lolantonis, Kalogeros, Kolimbitres, Ampelas e Glyfa.
  • Passeios de barco: os passeios de barcos para Antíparos e suas lagoas azuis, e para a vizinha Koufonisia são imperdíveis. Quem faz para Antíparos é o Greek Sailings (barco com poucos pessoas) e o Zeppo (barco com muita gente). Já para Koufonisia, recomendo o Captain Iannis (passeio dura 10 horas, com almoço de bebidas).

Quanto custa Paros (julho de 2018):

Jantar: média 15-20 euros por pessoas

salada grega: 7 euros

aluguel carro: 45 euros (com seguro parcial)

sorvete: 2 euros

água 1 litro: 1,5 euros

ilhas gregas paros

A praia de Lolantonis, em Paros

ilhas gregas paros

Beach Club relax em Lolantinis

ilhas de grecia paros

O mar de Paros

Roteiro Ilhas Gregas Naoussa paros

Roteiro Ilhas Gregas: Naoussa, o vilarejo mais lindo de Paros

hoteis em Paros

O hotel onde ficamos em Paros: o Mrs and Ms White

   

Viagem Grécia Roteiro: Koufonisia

Para chegar em Koufonisia, você pode pegar um ferry  (20-30 euros por trecho) e passar alguns dias a ilha (que é o que mais recomendo) ou fazer o passeio de barco de dia todo saindo de Paros.

De Paros, os passeios de barco para Koufonisia saem de Piso Livadi – um pequeno e fofo vilarejo – e duram dez horas, com 4 paradas para mergulho em lugares de tirar o fôlego de tão lindos, com bebidas e almoço inclusos. Há poucas agências que fazem esse tour, e uma dela é a do capitão Yannis.

O passeio sai de Paros e tem uma parada numa praia linda em Naxos. Depois, segue para Koufonisia. Depois de passar por uma dúzia de praias vazias entre paredões dourados, o barco atraca num canto de oceano cercado de rochas calcárias, cavernas e arcos. O mar é azul turquesa, azul cobalto, azul esmeralda, cristalino como jamais pensei encontrar. No topo da rocha, meia dúzia de barracas de camping. O capitão me explica que ali, em Kato Koufonisia, não há hoteis. Me surpreendo; não estou num pedaço isolado do planeta, mas na vizinhança entre Mykonos e Santorini, na agitada rota cicládica dos ferryboats. Minha surpresa só aumenta quando ele me fala que a ilha também não tem luz, nem água, e tirando uma igreja (e seu provável pároco), é completamente desabitada.

A ilha irmã de Kato Koufonisia – separada dela por um estreito canal de mar – é Pano Koufonisia, essa sim habitada, mas nem tanto: apenas 300 moradores vivem ali naquele microponto de beleza com 6 quilômetros de extensão. Mas  esse pequeno e intocado paraíso está em franca descoberta. Há que se ir logo.

Pano Koufonisia ainda é uma ilha de pescadores mais do que de turismo. E o melhor é que aqui carro não faz sentido. Você toma um taxi boat e vai pelas praias. O barco sai de hora em hora do porto, custa 5 euros por pessoa, e você pode usar quantas vezes quiser no dia. Ele para em Finikas, Italida (Platia Pounda) e Pori. Em Pori há uma pequena Taverna, chamada Kalofego, onde você pode almoçar.

Você também pode fazer tudo a pé, numa costa que se estende por 4-5 quilômetros. Do meio pro final, a paisagem vai ficando mais e mais bonita, com dezenas de ensadas e piscinas naturais sem nome, e as lindíssimas Platia Pounda, Pori e Gala. Essa última uma pequena praia dentro de uma gruta. Uma boa ideia é pegar o barco até Pori, a última praia, e voltar tudo andando.

E não deixem de fazer o passeio de barco para a vizinha Kato Koufonisia, a maior e selvagem das duas ilhas. Também há barcos saindo do porto de Pano Kooufonisia, e o passeio dura umas duas horas. Você também pode ir para Laki Beach, em Kato, e combinar com o barqueiro a hora dele te buscar.

Quanto tempo ficar em Koufonisia:

Eu recomendo pelo menos uns 5 dias. A ilha é pequena, e você explora ela toda em dois dias – contando com o passeio de barco. Mas vale muito à pena ficar mais, relaxar, curtir com calma cada praia, cada lugar. Koufonisia é uma pérola intocada, e tem um mar ainda mais incrível que todas as outras do nosso roteiro.

Onde ficar em Koufonisia:

Koufonisia só tem um vilarejo, e é nele que estão a maioria dos hoteis e restaurantes. Dos hoteis, o Myrto é muito bom

Para se hospedar, não há  muitas opções de bons hoteis. Os melhores são o Jonathan Suite e do Myrto.  Outras opções, um pouco mais básicas, sã o o Anatoli, o Studio Stefanos  e o hotel Arpitis. Já em Pori tem a Koufoni Vllas (que é linda, mas menos prática)

Para jantar e almoçar, adoro o Gastronautis e o Capital Nikolas. E um bem romantiquinho pra ver o por do sol é o Nikitouri.

Koufonisia

O passeio de barco saindo de Paros para Koufonia para em lugares lindos

Roteiro Ilhas Gregas mykonos paros santorini

Roteiro Ilhas Gregas

Roteiro Ilhas Gregas: Koufonisia tem o mar mais esmeralda que já vimos

Roteiro Ilhas Gregas mykonos paros santorini

Olha que escândalo o mar!

Roteiro Ilhas Gregas mykonos paros santorini

Além do mar, dezenas de cavernas formam a geografia de Koufonisia

  

 

32 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.