3 dias em Paris: roteiro completo a pé

      Dá para aproveitar 3 dias em Paris e conhecer o essencial da cidade? Ainda mais a pé? Dá sim. Tanto dá que montamos um roteiro completo, com mapas e sugestões de caminhos a serem percorridos sem deixar nenhuma atração importante de fora. Damos também algumas opções de hotéis que se encaixam perfeitamente nessa viagem e alguns restaurantes incríveis que amamos. Confere só.

      Onde se hospedar em Paris:

      Nós temos um post completo de onde ficar em Paris, mas selecionamos três hotéis da lista que combinam perfeitamente com esse roteiro de 3 dias.

      • Hotel Les Tournelles: é um hotel novo e reformado, no Marais, a dois passos da Place dês Voges. A localização é maravilhosa, e de lá pode-se ir andando para Pompidou, Bastille, Notre Dame, Louvre.
      • Hotel Saint-Louis- Marais – também um hotel super sofisticado e a poucos passos da Place de Vôges, no coração do Marais.
      • Select Hotel: Ele fica no Quartier Latin, uma região central e de fácil acesso para todos os demais bairros e pontos turísticos de Paris. Tem um estrutura que mistura clássico e contemporâneo e ainda dispões quartos para toda a família.
      • Hotel La Villa Saint Germain Des Prés: Fica na parte central bairro, próximo do Sena e da igreja de mesmo nome, assim como das ruas cheias de restaurantes. Os quartos são amplos, acomodam até quatro pessoas e podem ter também sala de estar.
      • Le Metropolitan Paris: Ele fica no bairro da Torre Eiffel e tem quartos vista para ela.
      • Shangri-la Paris: Para quem quer se hospedar em grande estilo, e com vista para a Torre, o Shangri-lá é a escolha perfeita. O cinco estrelas é impecável, romântico (mas também family friendly), te.m quartos lindíssimos, jardim clássico. Enfim, faz realmente a diferença
      A suíte terrace do Shangri-lá. com a vista para Torre Eiffel

      A suíte terrace do Shangri-lá. com a vista para Torre Eiffel

      Shangri-la Paris: cinco estrelas com vista para a Torre Eiffel

      Shangri-la Paris: mais uma da suíte TerraceHoteis no Marais: o Les Tounelles, totalmente reformado

      Hoteis no Marais: o Les Tounelles, totalmente reformado

      Onde se hospedar em Paris: o Saint Louis-Marais fica a dois passos da Place dês Voges

      Onde se hospedar em Paris: o Saint Louis-Marais fica a dois passos da Place dês Voges

      Onde ficar em Paris

      Onde ficar em Paris: Select Hotel

      Melhores hotéis de Paris

      Melhores hotéis de Paris: Hotel La Villa Saint Germain Des Prés

      Hoteis com vista para a Torre Eiffel

      Hoteis com vista para a Torre Eiffel: o Le Metropolitan

      O que fazer em Paris: Dia 1

      A dica para o primeiro dia é conhecer a região que vai do Museu do Louvre até a Place des Vosges, em Marais.

      Caso não esteja  hospedado na região, desça na estação de metrô Concorde (linhas 1, 8 e 12) e comece a caminhada. Se quiser, pode alugar uma Vélib ou um patinete (as marcas com mais equipamentos são Grin, Lime e  Bird).

      A seguir, a lista detalhada do que você vai ver nesse trajeto.

      • Place Vendôme:  É ponto de partida do nosso roteiro em Paris, e uma das praças luxuosas da cidade. Uma curiosidade é que a place tem apenas 3 moradores: um árabe milionário,  uma senhora rica de linhagem tradicional francesa e o artista Henri Salvador (aquele de Caetano e sua música Reconvexo, lembram?). De resto, são hotéis – entre eles o Ritz -, joalherias e lojas de grife.
      • Parada estratégica para um doce: entre a Place Vendôme a as Tulherias fica uma das patisseries mais delicadas e de bom gosto da Paris. Pierre Hermé é conhecido com o Picasso dos doces, para entenderem o naipe desse lugar. Comam sem culpa, e comprem alguns para o picnic a seguir (na 4 Rue Cambon)!
      • Jardins de Tuileries: São os jardins que fazem parte do complexo do Louvre. Vale a pena caminhar entre eles até chegar no museu. Se for inverno, a paisagem estará alaranjada, mas se for versão, tudo estará verdinho e florido. No verão, na parte bem em frente ao Louvre, é permitido sentar nos gramados e fazer Picnic.
      • Museu do Louvre: Um dos museus de arte e história mais famosos do mundo. Tem um acervo de mais de 37 mil peças, como Monalisa e Vênus de Milo. Para evitar filas longas, nossa dica é comprar as entradas diretamente no site do Louvre, 17 € por pessoa, marcando um horário para visitação. Como ele é gigantesco, vale à pena se organizar e escolher qual parte pretende visitar.

      DICA GULOSA: na Rue de Rivoli, na altura dos jardins das tuilleries, fica o Angelina, uma patisserie que vale a parada (a fila costuma ser grande, os doces são incríveis)

      A linda Place Vendôme: você pode fazer o percurso de patinete

      A linda Place Vendôme: você pode fazer o percurso de patinete

      Tentação de Pierre Hermé, uma das melhores patisseries de Paatis:

      Tentação de Pierre Hermé, uma das melhores patisseries de Paatis:

      picnic nos Jardins do Louvre

      picnic nos Jardins do Louvre

      Visitado o Louvre, a gente nosso trajeto em direção ao Marais, pela Rue de Rivoli. Ela começa nas Tuilleries, atravessa o 4 arrondisement (Marais) e reúne diversas lojas internacionais.

      Mas a grande surpresa da avenida é o Rivoli 59, uma ocupação artística de um prédio inteiro. O imóvel passou anos abandonado, até que um grupo de pintores, escultores, gravadores e afins transformam o endereço numa meca vibrante de manifestações originais e alternativas.

      Da Rivoli, siga para Rue de Rosiers, no Marais, uma das mais características do bairro, com lojas locais, restaurantes e galerias. Lá fica o As du Falafel, bem conhecido pelo seu sanduba oriental. Vale a pedida: ele é bem gostoso, embora um pouco super estimado.

      Em seguida, a estrela é a Place des Vosges e as ruas no seu entorno. A praça – que tem uma arquitetura fabulosa –  é um ponto de reunião festivo, onde parisienses esticam suas toalhas e relaxam nos gramados.. No entorno da praça, há cafeterias e restaurantes.

      o que fazer em Paris: o Rivoli 59, endereço de arte alternativa em Paris

      3 dias em Paris: dentro do Rivoli 59

      Roteiro 3 dias em Paris: a Place des Vosges

      Roteiro 3 dias em Paris: a Place des Vosges

      A gente segue para Catedral Notre Dame de Parisna  île de la Cité. A catedral, porém, está fechada e com tapumes por causa dos incêndios que a  atingiram em abril de 2019. Mas, mesmo assim, vale a ida até lá.

      Notre Dame de Paris: no momento, fechada para visitação

      Notre Dame de Paris: no momento, fechada para visitação

      E para  para finalizar o dia em alto estilo, sugiro descer para o calçadão do Sena e dar uma caminha. A Rive Droite tem um clima contemplativo muito gostoso.

      Depois, vá ver o pôr do sol de alguma das pontes do. Essa imagem abaixo mostra foi a vista que pegamos da Pont au Change.

      Onde ver o por do sol em Paris

      Onde ver o por do sol em Paris: vista da Pont au Change

      O passeio pela Rive Droite no Sena: clima de contemplação

      O passeio pela Rive Droite no Sena: clima de contemplação

      Roteiro Paris: dia 2

      Nossa sugestão para o segundo dia é explorar a Rive Gauche de Paris, começando pelo Pantheón e terminando o dia vendo as luzes da Torre Eiffel. O trajeto passa por algumas igrejas importantes da cidade, assim como ruas historicamente famosas e ótimos lugares para comer. As estações metrô mais próximas são o Vavin e o  Port Royal.

      • Pantheón de Paris  e a Sorbonne: É aqui que começamos hoje. O Panteão é um dos grandes monumentos de Paris, e fica em frente à faculdade de direito da Sorbonne. É aqui que  grandes homens do país estão enterrados, como por exemplo os filósofos Voltaire, Descartes e Rousseau,  o escritor Alexandre Dumas, e o pintor Jacques-Louis David, entre outros. O prédio, na minha opinião, é mais imponente que o Panteão de Roma.
      • Jardins de Luxemburgo: Um parque lindo para se conhecer e, em dias de sol, esticar as pernas.

       

      Detalhe do teto de entradaa do Panthéon de Paris

      Detalhe do teto de entradaa do Panthéon de Paris

      Os Jardins de Louxembourg

      Os Jardins de Louxembourg

      Fachada do Panteão

      Fachada do Panteão

      Depois de curtir os Jardins de Luxemburgo, siga para Saint Germain des Prés, bairro badaladinho, cheio de restaurantes, bistrôs e onde fica a igreja homônima Saint Germain, a mais antiga de Paris em pé e simbolo do bairro de mesmo nome.  Aqui, sugiro:

      • Dar uma volta pelo Cour de commerce Saint-André
      • Parar para o almoço ou para um café da tarde. Um dos clássicos que gostamos é o Cafe Les Deux Magots, que já foi frequentado por Picasso e Sartre. E o Ladurée

      O que fazer em Paris: Igreja Sanit Germain des Prés

      O Cour de Commerce Saint-André, em Saint Germain Des Pres

      O Cour de Commerce Saint-André, em Saint Germain Des Pres

      Batendo perna em Saint Germain des Prés

      Batendo perna em Saint Germain des Prés

      Ruas animadas em Saint Germain Des Pres

      Ruas animadas em Saint Germain des Pres

      Então, você tem duas opções: ir para o Museu D’Orsay ou curtir o clima parisiense, dessa vez, na Rive Gauche. A escolha é difícil 🙂 já que ambos os programas são maravilhosos.

      O Museu D´Orsay não é tão grande ou famoso quanto o Louvre, mas o acervo é tão rico quanto. O legal é que a estrutura onde está o museu já foi uma estação de trem, e toda a arquitetura é preservada para manter um clima antigo ao ambiente. O valor da entrada é de 12,40€ e pode ser comprada no dia ou pelo site.

      Já a Rive Gauche do Sena, ao contrário do outro lado, foi projetado para quem gosta de animação, então há bares em barcos, food trucks, jogos pintados pelo chão, e por aí vai.

      O que fazer em Paris 3 dias

      O que fazer em Paris 3 dias: Museu D´Orsay

      Rive Gauche do Sena

      Animação na Rive Gauche do Sena

      Por fim, rume para Torre Eiffel. O simbolo da cidade é o lugar ideal para terminar um dia de caminhada. Se quiser ver as luzes, ela se acende a cada uma hora (a partir das 18h), ficando ainda mais linda no final do dia. Há muito restaurantes próximos, como o Girafe e o L’Oiseau Blanc Restaurant, que têm vista para a torre.

      Vista Torre Eiffel pelas escadarias do La Defense

      Vista Torre Eiffel pelas escadarias do La Defense

      e a vista do lado de Rive Gauche

      Dicas de Paris a pé: Dia 3

      O último dia começa num lugar absolutamente incrível e imperdível: o Atelier dês Lumières (ingressos apenas pelo site),   uma imensa galeria de exposição de arte digital imersiva, que ocupa um antigo galpão industrial  abandonado no 11 arrondisement.

      Nas mostras em cartaz, as obras de arte ganham animações e são projetadas pelas paredes e no chão, como se estivessem “abraçando o espectador”, com uma trilha sonora de fundo criada especialmente. É completamente hipnotizante.

      Para esse semestre, estão em cartaz Van Gogh e Rêve de Japan. Se eu disser que ficamos com os olhos cheios de lágrima, vocês acreditam?

       

      Depois, siga para o Pompidou/Beaubourg. Mesmo que não dê tempo de visitar o Museu de Arte Contemporânea, vale à pena conhecer o lugar onde ele está. O Pompidou fica  no limite do 2 e 4  arrondisements, com diversos restaurantes e patisseries charmosas nas ruas do entorno.

      A festa no imenso pátio em frente ao Pompidou/Beaubourg

      A festa no imenso pátio em frente ao Pompidou/Beaubourg

      De lá, sugerimos pegar o caminho em direção à bela Opera Garnier, e então seguir para a Champs-Élysées, avenida icônica de Paris onde se concentram lojas de grife, hoteis de luxo e ótimos restaurantes.  Se quiser parar para comer, sugerimos o  L’Entrecote de Paris e o George V Cafe.

      Ao fim das Champs Élysées, fica o Arco do Triunfo, construído em comemoração as vitórias de Napoleão Bonaparte (são 128 batalhas gravadas nas paredes) e um dos maiores símbolos de Paris depois da torre. Dá para visitar o topo, mas é preciso subir 300 escadas e o ingresso é de 12€. 

      Então você pode terminar seu última dia em Montmartre e Sacre Couer (de onde se tem uma linda vista da cidade no fim da tarde)

       

      dicas de paris

      Dicas de Paris: Champs Elysées e Arco do Triunfo

       

      Dica extra:

      Há sempre lindos concertos na Saint Chapelle! Fique de olho na programação! Nós vimos um quinteto tocando Mozart e foi incrível.

      Mais dicas de Paris:

      40 Lugares diferentes em Paris, bairro a bairro

      O que fazer em Paris: Um guia para adultos e crianças

      Paris no inverno: o que fazer

      Rota de doces em Paris

      2 Comments

      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado.