Rota Ecológica de Alagoas: um guia de praias e pousadas

foto 1 (4)

Praias idílicas de águas caribenhas, coqueiros a perder de vista, areias semidesertas, praticamente nenhuma construção à vista, e uma vila de pescadores que resiste aos tempos. É o maior clichê de todos, mas é irresístivel, e é o que melhor descreve a Rota Ecológica de Alagoas, em São Miguel dos Milagres.. A serenidade dessa região de mar turquesa ainda ostenta um título e tanto: aqui fica a segunda maior barreira de corais do mundo, com quase 140 km de extensão: um paraíso perfeito para os mergulhadores e crianças interagirem com a fauna marinha.

Pra chegar na Rota Ecológica de Alagoas, é preciso pegar 2h30 de estrada a partir de Maceió. A rota guarda um trecho com quase 50 km de praias totalmente preservado, começando em Barra de Camaragibe e indo até Porto de Pedras.  E tem preciosidades como a  Praia do Patacho, Toque e Tatuamunha – todas super preservadas, sem acesso para carros, e livres de excursões de turismo –  e uma coleção de pequenas e charmosérrimas pousadas pé-na-areia escondidas entre a sombra dos coqueiros.

VEJA AQUI HOTEIS EM SÃO MIGUEL DOS MILAGRES

 

foto 3 (4)

ROTA ECOLÓGICA DE ALAGOAS: PRAIA A PRAIA

A PRAIA DO TOQUE

Saindo de Maceió, pegamos a estrada até São Miguel dos Milagres, onde fica a Praia do Toque, eleita a 3 mais linda do Brasil pelo jornal inglês The Guardian. Foi a primeira parada da nossa viagem. Explicando, é o seguinte: as três praias mais lindas da rota são Toque, Patacho e Tatuamunha. Ficam a 10 minutos de distância uma da outra e você pode escolher se hospedar numa pousada em uma delas, e visitar tudo sem ficar mudando de um lugar para outro. Mas nós decidimos ficar alguns dias em cada uma das praias, pra conhecer melhor as pousadas e todo o resto.

No Toque, ficamos na Pousada da Amendoeira, com apenas 9 bangalôs super bem equipados (um deles com piscina privativa), e na beira da praia. O café de manhã de lá é essa maravilha aí da foto, com pães caseiros, tapioca, geléias, bolo, frutas.

VEJA AQUI OUTROS HOTEIS NA PRAIA DO TOQUE

 

amendoeira14 amendoeira1

A praia do Toque não  tem nenhum acesso para carros até a areia (os caminhos param nos fundos das pousadas) e por isso se mantém bastante reservada e preservada. A praia é belíssima, com água morna e aquele infinito de coqueiros quase sem interferência humana. Além disso, tem a barreira de corais, o que deixa o mar calmíssimo e garante a formação de piscinas naturais incríveis na maré baixa (aqui tem a tábua de marés de lá).

TOQUE

foto 1 (1) foto 2 (1)piscinas toque

Uma dessas piscinas fica bem ali pela frente da Pousada Amendoeira. Pra quem gosta de atividades, o mar aqui é calmo e liso, e dá até pra ir remando de SUP até às piscinas (a pousada Amendoeira disponibiliza pranchas e caiaques para os hóspedes) . Outra opção é contratar uma  jangada (R$40 por pessoa).  A cereja é que, com todo esse visual e corais, não tinha mais ninguém nas piscinas. Um detalhe diferente das piscinas do Toque é que elas escondem uma pequena gruta debaixo das águas (peça ao barqueiro para ir até o local!).

foto 2 (2)IMGM9213-Recovered

Do Toque, é um pulo de 1o minutos de carro pra chegar na Praia do Morro, também na Rota Ecológica de Alagoas. Enquanto não construírem um resort (prometido há mais de dez anos e barrado por enquanto), continuará deserta. A praia não tem  barreira de corais, e algumas vezes o mar sobe com ondas. Além dos coqueiros, tem uma paisagem de falésias, e o fundo do mar coberto por estrelas do mar. Para chegar nela, precisa atravessar o rio Camaragibe de jangada (R$4 por pessoa) e depois uma fazenda linda de coqueiros. Como a praia é deserta mesmo, não há nenhum ponto de apoio. Leve água!

foto (5) foto (6) morro1 foto (7)

 PRAIA DO PATACHO

Do Toque, seguimos para o Patacho, em Porto de Pedras, considerada umas das 5 praias mais lindas do Brasil pelo Guia 4 Rodas e outra pérola da Rota Ecológica de Alagoas.  Como o Toque, tem areias claras, água translúcida e coqueiros vistosos ao fundo. Na maré baixa, a praia se transforma, e além das piscinas entre corais, ganha  lindíssimos bancos de areia.

VEJA AQUI HOTEIS NA REGIÃO DO PATACHO/PORTO DE PEDRAS

patacho xue5XUE11 XUE10

Ficamos hospedados na Pousada Xuê, que o casal Mariella Facci e Guido  Migliorini pilotam com uma energia deliciosa.  A pousada tem só 5 bangalôs de altíssimo nível, fica na beira da praia e de frente pros coqueiros que são o cartão postal do Patacho. A Mari cuida de tudo nos pequenos detalhes, enquanto Guido (que já andou pela cozinha do chef Alex Atala)  tira pratos incríveis da cozinha.

XUE6  ROTA ECOLOGICA DE ALAGOAS praia do patacho pousada xue  ROTA ECOLOGICA DE ALAGOAS XUE3

O Patacho é a praia mais próxima do simpático povoado de Porto de Pedras, que merece uma visita. De todos os vilarejos da rota, Porto de Pedras é o maiorzinho, e é bem pitoresco. Você vai se deparar com o frondoso goitizeiro onde Dom Pedro I ficou acampado com sua comitiva durante dois meses, ouvir histórias locais, apreciar uma arquitetura bem característica e ainda provar um pastel de carne seca no bar Encontro das Águas, feito todos os dias bem fresco pelo Cal e a esposa.

PORTO PORTO1

XUE2

Ah, e o sol nasce no mar lá no Patacho. Espetáculo!

PRAIA DE TATUAMUNHA

Ahhhh, Tatuamunha é linda!!!! Repare só, que as fotos dizem mais que mil palavras…

tatuamunha7 tatuamunha3 tatuamunha1

Tatuamunha é uma praia simpática, cheia de vida marinha, com piscinas naturais incríveis. Caminhando para um lado dela, chegamos na Praia do Laje, uma perfeição de cenário. Pro outro, está o Rio Tatuamunha, onde fica o projeto de proteção e conservação do Peixe-Boi. Hoje, apenas 70 pessoas por dia podem visitar o santuário. Para chegar na área onde onde ficam os peixes, a gente atravessa uma trilha de meia hora e depois navega mais um tanto pelo rio em jangadas sem motor – barulho mínimo para não afugentar os animais. Os jangadeiros são todos treinados pelo Ibama e, enquanto o barco segue macio pelas águas do mangue, vão contando detalhes da vida dos peixes-boi.

 

tatuamunha trip9  ROTA ECOLOGICA DE ALAGOAS

Com sorte, você ainda pode esbarrar com algum desses mamíferos nadando também pela praia, já que o rio desemboca ali. E como todas as praias da rota,  Tatuamunha tem aquele horizonte maciço de coqueiros, mas também amendoeiras e algumas rasteiras. As tonalidades incríveis, um tom sobre tom de verdes e turquesas.

 ROTA ECOLOGICA DE ALAGOAS tatuamunha trip4

Nosso QG em Tatuamunha foi a pousada Borapirá, do mesmo grupo do Aldeia Beijupirá. Diferente das outras pousadas da rota, a Bora  parece um sítio. Tem alguns bangalôs super confortáveis espalhados numa vasta área sombreada por dezenas de coqueiros, redes pelo caminho, e a casa central parece uma sede de fazenda. É uma das poucas que tem piscina, e aceita crianças (leia mais aqui).

tatuamunha trip10 tatuamunha trip8 tatuamunha 2

Demos a sorte de pegar a maré perfeita (maré viva, com a baixa pela manhã) quando estávamos em Tatuamunha. São várias piscinas, e a a graça é pegar o snorkel e flutuar por elas enquanto a vida marinha acontece logo abaixo. São vários corais, peixes coloridos.

 ROTA ECOLOGICA DE ALAGOAS  ROTA ECOLLOGICA DE ALAGOAS tatuamunha trip3

Agora repara só na simpatia do povoado de Tatuamunha, com seu casario colorido. Completou tudo, né?

vilarejo tatuamunha3 vilarejo tatuamunha2 vilarejo tatuamunha

 

COMO CHEGAR: Vá para o Aeroporto Internacional de Maceió e lá contrate serviços de transporte ou alugar um carro. Você também pode pedir o transfer na pousada. Sai em torno de R$250 por trecho. O acesso é pela AL-101 em direção a Passo de Camaragibe e Barra de Camaragibe. Avianca, Gol, Azul e Tam voam para lá.

COMER: Além dos restaurantes das pousadas (todos maravilhosos), vale ir no Quintal (Praia do Toque) e no Ui Bistrô (Praia do Lage). Em Porto da Rua (do lado do Toque), tem o restaurante do Enildo, bem caseiro, com comida local e gostosa.

ARTESANATO LOCAL: o Sol Nascente vende rendas e artigos feitos com palha de bambu (perto do povoado do Toque). E tem as sandálias de couro do Marcos Lima (Toque).

ONDE FICAR: ADORAMOS a Borapirá em Tatuamunha, a Pousada Xuê no Patacho e a Amendoeira no Toque.

 

20 Comments

  • Maria Julia disse:

    É o lugar mais paradisíaco que eu jamais imaginei encontrar em minha vida! Lindo a mais não poder: atmosfera luminosa, areias cintilantes, mar turquesa em degradé de muitos tons, coqueiros fartos e farfalhantes, enfim, muito mais que a imaginação humana pode conceber como beleza natural. São as prais mais bonitas não só do Brasil, como do mundo inteiro.

  • jobson disse:

    Conheço,tudo muito lindo, vou voltar.

  • mariana mendes disse:

    Adorei o destino! Acham que dá pra ir com uma criança de 4 anos?

  • mirtes ayala disse:

    Oi! Quanto tempo para ir de Alagoas para a Rota? E com faço pra ir? Vocês acham que 4 dias está ok para ficar lá? Obrigada!!!

  • admin disse:

    Oi, Mirtes. Leva mais ou menos 2 horas. Sim, 4 dias dá, mas se tiver mais tempo, vale estender a viagem!

  • admin disse:

    Mariana, dá sim! Só levar protetor soler e garantir a barraca!

  • Para pelo post! Muito bom!!
    Estou programando minha viagem para lá. Pretendo ficar 4 dias e meio na Rota. Mas são tantos lugares lindos que estou perdida haha
    Vocês acham que é melhor dividir a estadia em dois lugares ou ficar em um lugar só? Qual lugar que vocês recomendam mais para fazer de base?
    Beijos!!

    • admin disse:

      Oi, Camila! Olha só, as praias e vilarejos ficam a 5 minutos um do outro, de carro. Você pode ficar numa pousada só. A gente recomenda essas 3, porque são incríveis! Borapirá, Xuê e Pousada da Amendoeira. Depois conta pra gente como foi a viagem!

  • Bruna disse:

    Olá, gostamos muito das suas dicas de viagem ! Estamos planejando ir no carnaval 2016 para São Miguel dos Milagres e adoramos essas pousadas. Somos 2 adultos e 2 crianças ( 4 anos e 6 meses ) e queremos ficar em 2 dessas pousadas . Quais vc nos indicaria? Levando em conta a praia mais bonita e a pousada mais voltada para as crianças. Obrigada

    • admin disse:

      Oi, Bruna! Com crianças, acho que a mais legal é a Borapirá, tem um perfil família, fica numa fazenda de coqueiros, e é a que tem o valor mais em conta (e faz parte do grupo Beijupirá). Fica na praia da Tatuamunha, que é um escândalo.

      Fora isso, acho que tanto a Amendoeira quanto a Xué são ótimas. A Xué é linda!! Somos apaixonados, mas você teria que ver com a Maristela (dona de lá mega simpática e atenciosa) se tem lugar no quarto para duas crianças. Na Amendoeira, eles têm como opção a casa antiga onde os donos moravam, dentro do terreno da pousada. A casa foi transformada para receber os hóspedes, então talvez seja adequado para vocês.

      Depois me conta o que você decidiu, e o que achou da viagem! Manda dicas suas aqui pros nossos leitores!

    • admin disse:

      Ah, desculpe a demora na resposta, mas a gente estava viajando e o sinal em Torres del Paine estava ruim!

  • Thays disse:

    Nossa, amei de verdade seu post! Obrigada pelas dicas!

    Pergunto: você acha necessário mesmo alugar um carro? Como funciona esse transfer? Sabe dizer? Pensei de passar dois dias em são miguel dos milagres, me hospedar em uma dessas pousadas que você disse e tentar conhecer as três praias a pé. Acha que é possível?

    Agradeço se puder responder.

    • admin disse:

      Oi, Thays. Se vc gostar de caminhar, pode ir de uma praia para outra andando. Mas é uma caminhada longa. Senão, pode pedir um taxi. Carro vale à pena se vc quiser mudar de praia no mesmo dia, na hora em que der na telha. Na época em que fomos, cada trecho de taxi saia uns R$30. Sobre o transfers, as pousadas oferecem, mas são pagos: em torno de R$200-R$300.

  • Claudia Santos disse:

    Olá! Parabéns pelo post e pela coragem de se jogar na vida de corpo e alma, fazendo o que gosta!.. Eu queria fazer esse passeio com a família na época do Natal e Réveillon. Alugar um carro e fazer a rota de Recife a Maceió, passando por Porto de Galinhas, Maragogi e São Miguel dos Milagres. Sabe dizer se fica muito cheio por lá nessa época? Vou ver alguma praia deserta ou vai estar tudo uma confusão só? Obrigada!

    • admin disse:

      Oi, Cláudia! Nessa época fica bem cheio sim, e pelo que escutei até a Rota Ecológica fica lotada (parece que tem um mega evento). Mas talvez no Pataxo ou em Tatuamunha fique mais tranquilo.

  • Mariana disse:

    Olá, quantos dias ficou em cada pousada? Tenho 7 noites e estou em dúvida se é melhor mudar a base ou ficar direto na mesma, na praia do Patacho. Há muita diferença entre a praia do Patacho e a do Toque, pela praia em si? Pelo que vi, a do Toque só é acessível estando hospedado por lá. Obrigada

    • admin disse:

      Oi, Marina. Ficamos cerca de 3 dias em cada pousada. As praias são muito perto uma da outra. Você pode escolher uma pousada só e montar base nela!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Current ye@r *