Roteiro de trem pela Inglaterra

Que tal um roteiro de trem pelo Reino Unido, passando pelas cidades mais lindas da Inglaterra e Escócia? A malha ferroviária da inglesa é extensa, ligando várias cidades incríveis à Londres. Por isso, vale a pena esticar a viagem e explorar além da capital londrina. Nesse post explicamos tudo o que é preciso saber para fazer em roteiro de trem pela Inglaterra e conhecer alguns destinos únicos.

Cidades para visitar a partir de Londres

A sugestão desse roteiro é conhecer muito além das principais cidades da Inglaterra. Partindo de Londres, essa viagem inclui:

  • Londres – recomendo 5 dias no mínimo (para o que fazer, onde ficar e programas diferentes sobre a capital inglesa, leia aqui nosso posts sobre Londres)
  • Canterbury – 1 ou 2 dias
  • Brighton – 2 dias contando com o passeio para as falésias.
  • Oxford – 1 dia
  • Cambridge – 1/2 dias
  • York – 2 dias
  • Edimburgo – 3 dias
  • Como comprar passagens de trem na Inglaterra

    A malha ferroviária da Inglaterra é extensa e viajar de trem é muito prático. Sem contar a localização das estações, que em boa parte das cidades ficam bem no centro. Isso significa que o aluguel de carro é totalmente dispensável.

    Sendo assim, é imprescindível comprar com antecedência as passagens, principalmente em um roteiro com múltiplas paradas. O principal site de vendas é o Trainline, que reune todas as empresas ferroviárias da Inglaterra.

    Os valores variam de acordo com o trecho e a classe da cabine escolhida para a viagem, mas como são viagens curtas, com menos de 3h, vale economizar e comprar as passagens mais baratas.

    Um aviso importante: nem todas os trechos terão tickets eletrônicos para imprimir em casa. Alguns terão de ser trocados nas estações antes do embarque (é minoria, mas acontece). Por isso, chegar cedo é importante e levar o cartão de crédito utilizada na compra também.

    A retirada é feita em máquinas eletrônicas da empresa escolhida. Elas ficam espalhadas logo na entrada das estações

    Trem pela Inglaterra: Estação de King's Cross, em Londres.

    Trem pela Inglaterra: Estação de King’s Cross, em Londres.

    E o BritRail vale a pena? Como usar

    O BritRail é um passe de trem com viagens ilimitadas pela Grã-Bretanha dentro dos dias escolhidos no pacote, que podem ser de 2, 3, 4, 8, 15, 22 ou 30 dias consecutivos ou flexíveis dentro de 15 (2, 3, 4 ou 8 dias) ou 30 dias (15 dias).

    Esse passe só é valido para não residentes da Grã-Bretanha e é vendido no site da Rail Europe, ACP Rail ou Internacional Rail. O valor é a partir de €117 por pessoa (para 3 dias consecutivos).

    Mas então, vale a pena comprar as passagens individuais ou o BritPail Pass? Depende no tempo de viagem. Se preferir fazer o roteiro mais enxuto, o melhor é comprar os ticktes individuais. Agora, se a viagem for maior de 15 dias, esse passe especial compensa.

    Como as viagens de trem são ilimitadas, dá para aproveitar o roteiro, conhecer outras cidades, como Liverpool e Manchester.

    Dias consecutivosClasse StandardPrimeira ClasseDias flexíveis Classe StandardPrimeira Classe
    2 diasUS$117,00US$177,002 dias em 1 mêsUS$148,00US$220,00
    3 diasUS$175,00US$264,003 dias em 1 mêsUS$222,00US$328,00
    4 diasUS$216,00US$328,004 dias em 1 mêsUS$278,00US$403,00
    8 diasUS$314,00US$467,008 dias em 1 mêsUS$397,00US$592,00
    15 diasUS$467,00US$690,0015 dias em dois mesesUS$598,00US$885,00
    22 diasUS$584,00US$867,00
    30 diasUS$690,00US$1038,00

    Roteiro Inglaterra: onde ficam as estações de trem

    Listamos aqui as estações do nosso roteiro de trem pela Inglaterra. Lembrando que boa parte delas fica nas áreas turística e histórica, facilitando a locomoção.

    • Canterbury East e West: Ambas ficam perto do centro e recebem trens diários partindo de Londres. Já na viagem para Eastbourne, saia pela estação West.
    • Brighton Station: Localizada no centro, a pouco menos de 20 minutos de caminhada da orla principal.
    • Oxford Station: Não fica no centro, mas o caminho até ele não é mais do que 15 minutos a pé.
    • Cambridge Station: Não fica no centro, mas na estação há taxis e também ônibus que ligam à área central.
    • York Station: Também fica fora do centro e tem ônibus e taxi fácil na estação.
    • Edinburgh Waverley: Não é a única estação de trem da cidade, mas é onde chegam as viagens de Londres e outras cidades da Inglaterra. Fica bem no centro, perto da cidade velha (parte histórica).

    Viagem de trem pela Inglaterra: o que fazer em Canterbury

    Tempo de viagem Londres – Canterbury: 1h30 partindo da estação London Victoria.

    Localizada no sul da Inglaterra, no condado de Kent, Canterbury é uma cidadezinha com legado medieval, conservado na arquitetura das principais construções do centro. Nela, dois dias são suficientes para conhecer tudo e ainda curtir os pubs que abrem a noite.

    O monumento de maior relevância aqui é a Catedral de Canterbury, construída há mais de 1500 anos. Ela é uma das mais antigas da Inglaterra, e mesmo passando por reformas e modernizações, permanece com o estilo gótico do milênio passado. A entrada custa £12.50 para adultos e £8.50 para crianças de 6 à 18 anos.

    Imponente Catedral de Canterbury.

    Imponente Catedral de Canterbury.

    Ruas fofas de Canterbury, na Inglaterra.

    Ruas fofas de Canterbury, na Inglaterra.

    Monumentos históricos espalhados pela cidade de Canterbury.

    Monumentos históricos espalhados pela cidade de Canterbury.

    Dicas Inglaterra: Castelo Westgate em Canterbury.

    Dicas Inglaterra: Castelo Westgate em Canterbury.

    Indispensável conhecer também o Museu Romano, o Castelo da cidade e fazer passeios ao ar livre pelo Westgate Gardens e pelo rio Great Stour.

    Para comer, aposte no The Lady Luck, pub com pegada rock anos 80, no The Goods Shed, mercado e restaurante com pratos orgânicos e naturais, e o Tiny Tim’s Tearoom, para um chá da tarde.

    Viagem de Trem pela Inglaterra: passeio pelo rio, em Canterbury.

    Viagem de Trem pela Inglaterra: passeio pelo rio, em Canterbury.

    Roteiro Inglaterra: Paisagem florida de Canterbury.

    Roteiro Inglaterra: Paisagem florida de Canterbury.

    Onde ficar em Canterbury:

    O centro de Canterburty é o melhor lugar para se hospedar, e tem ótimos hotéis. O The Hugo é o mais moderno deles, com estilo design e quartos para até 6 pessoas. Ele fica a poucos metros da Catedral de Canterbury, em uma rua cheia de restaurantes e bares.

    Onde se hospedar em Canterbury: Quarto contemporâneo do The Hugo.

    Onde se hospedar em Canterbury: Quarto contemporâneo do The Hugo.

    Tem também o ABode Canterbury, igualmente no coração da cidade. O prédio é medieval, mas a a estrutura e decoração mesclam modernidade com objetos em tons escuros, em acomodados equipadas e aconchegantes.

    Hotéis em Canterbury: ABode Canterbury.

    Hotéis em Canterbury: ABode Canterbury.

    O que fazer em Brighton:

    Tempo de viagem Canterbury – Brighton: 2h50 com troca de trem em St. Pancras.

    Acolhedora, animada e descontraída, Brighton é uma pequena cidade litorânea no sul da Inglaterra. A atmosfera receptiva faz dela uma das mais procurada pelos ingleses durante o verão, que enchem o píer de madeira construído no período vitoriano. São restaurantes, bares e até um parque de diversão que fazem o lugar ser tão especial.

    Brighton também é conhecida por ser gay friendly e se orgulhar da diversidade de estilos que caminham pelas ruas coloridas todos os dias.

    Como a gastronomia vibra na cidade, ai vai a dica de alguns bons restaurantes para conhecer:

    Roteiro de trem pela Inglaterra: Orla de Brighton.

    Roteiro de trem pela Inglaterra: Orla de Brighton.

    Dicas de Brighton: Pier agitado da cidade.

    Dicas de Brighton: Pier agitado da cidade.

    Em Brighton, as ruas se enchem de visitante durante o verão.

    Em Brighton, as ruas se enchem de visitante durante o verão.

    Um pouco mais das ruas de Brighton, na Inglaterra.

    Um pouco mais das ruas de Brighton, na Inglaterra.

    Brighton também é um dos pontos de partida para o cenário de tirar o fôlego das falésias  brancas de Seven Sisters. A formação rochosa costeira fica virada para o Canal da Mancha, cerca de 1h de ônibus do centro da cidade. As linhas que vão até elas são 12, 12A e 12X (em direção à Seaford).

    Depois, é preciso caminhar até as falésias, mas não se preocupe, são de nível fácil e todas em terreno com pouca elevação.

    O que fazer em Brighton: Cenário espetacular das Seven Sisters.

    O que fazer em Brighton: Cenário espetacular das Seven Sisters.

    O constraste da vegetação com o branco das Seven Sisters, na Inglaterra.

    O constraste da vegetação com o branco das Seven Sisters, na Inglaterra.

    Dicas Seven Sisters: Dá para caminha por cima e pela orla.

    Dicas Seven Sisters: Dá para caminha por cima e pela orla.

    Onde ficar em Brighton:

    A orla é o lugar ideal para ficar em Brighton. É a região mais icônicas da cidade, sem contar na proximidade com as ruas do centro e com o famoso píer.

    E exatamente no píer, tem o Jurys Inn Brighton Waterfront,. É um hotel moderno, com quartos amplos, janelores, camas confortáveis e ótimos serviços.

    Onde ficar em Brighton: Quarto do Jurys Inn Brighton Waterfront.

    Onde ficar em Brighton: Quarto do Jurys Inn Brighton Waterfront.

    Tem também o Brighton Harbour Hotel & Spa, muito luxuoso e igualmente perto do píer. A decoração dos quartos varia, mas é sempre muito leve, com móveis simples e cores quentes. Para quem quiser relaxar, o SPA do hotel tem tratamentos de pela, massagens e outros serviços.

    Onde se hospedar em Brighton: Brighton Harbour Hotel & Spa.

    Onde se hospedar em Brighton: Brighton Harbour Hotel & Spa.

    O que fazer em Oxford:

    Tempo de viagem Brighton – Oxford: 2h50 trocando de trem no Gatwick Airport.

    Com sua mistura de antigo e moderno, Oxford é uma das cidades universitárias mais importantes da Inglaterra. Há muito o que fazer,  seja visitando um dos muitos edifícios históricos, faculdades ou museus, ou saindo para tomar uma bebida nos muitos pubs.

    Não deixe de fazer o tour guiado pela Universidade de Oxford, passando por salas, biblioteca e museus do complexo.

    Outra visita incrível é pelo Museu de arqueologia Pitt River, com acervo de mais 600 mil objetos e entrada gratuita.

    Os muitos prédios históricos da cidade de Oxford, na Inglaterra.

    Os muitos prédios históricos da cidade de Oxford, na Inglaterra.

    Ruas históricas de Oxford, na Inglaterra.

    Ruas históricas de Oxford, na Inglaterra.

    Mais ruas charmosinhas de Oxford.

    Mais ruas charmosinhas de Oxford.

    Dicas da Inglaterra: Universidade de Oxford.

    Dicas da Inglaterra: Universidade de Oxford.

    Para quem é fã de Harry Potter, a cidade de Oxford também é um prato cheio. Muitas universidades serviram de cenário para os filmes, principalmente o Colégio Christ Church, sendo a sala de jantar de Hogwart, e o Duke Humphrey’s Library, que foi a biblioteca.

    O que fazer em Oxford: a sala de jantar de Hogwarts no Colégio Christ Church.

    O que fazer em Oxford: a sala de jantar de Hogwarts no Colégio Christ Church.

    Cenários de Harry Potter em Oxford: Duke Humphrey’s Library foi a biblioteca dos filmes.

    Cenários de Harry Potter em Oxford: Duke Humphrey’s Library foi a biblioteca dos filmes.

    E já que pubs não faltam na cidade, para em alguns deles para conhecer a essência local. Recomendamos o The Eagle and Child, o The Duke of Cambridge e o  The Turf Tavern.

    O que fazer em Oxford: visitar e curtir os muitos pubs da cidade.

    O que fazer em Oxford: visitar e curtir os muitos pubs da cidade.

    Onde ficar em Oxford:

    Recomendamos ficar em um dos muitos prédios históricos que foram transformados em hotéis no centro da cidade. Um deles é o Malmaison Oxford. O prédio serviu como prisão no período vitoriano e a fachada foi conservada para manter o ar incrível da construção. Já os quartos são modernos, espaçosos e muito confortáveis.

    melhores hoteis de Oxford- o Malmamm

    melhores hoteis de Oxford: o Malmaison

    Onde se hospedar em Oxford: Malmaison Oxford.

    Onde se hospedar em Oxford: o quero do Malmaison Oxford.

    Já uma pousada cenográfica e bacana na cidade é a Head of the River, em estilo campestre. Fica localizada às margens do Tâmisa, com vista para a cidade e uma área aberta para refeicos e descendo. Os quartos são modernos, grandes e bem equipados.

    Hotéis em Oxford: Pousada Head of the River.

    Hotéis em Oxford: Pousada Head of the River.

    O que fazer em Cambridge:

    Tempo de viagem Oxford – Cambridge: 2h30 indo até London Paddington e trocando de trem em London Kings Cross.

    Ao contrário de Oxford, Cambridge é conhecida pelos seus espaços abertos e parques urbanos. A cidade tem um clima bem menos agitado,  com grupos de jovens estudantes por todas as partes. Já na arquitetura, as construções histórias são igualmente ricas e imponentes.

    É o destino perfeito para andar sem pressa. Passeie pelas charmosas ruas de paralelepípedos, vá no pequeno mercado público e explore os mundialmente famosos edifícios das Universidades.

    O indispensável em Cambridge é a King’s Cross Chapel, o Museu Fitzwillia, a Trinity’s College (onde Isaac Newton estudou) e a Igreja Great St. Mary’s.

    Dicas de Cambridge: a King's Cross Chapel.

    Dicas de Cambridge: a King’s Cross Chapel.

    O que fazer em Cambridge: as ruas são cheias de prédios antigos.

    O que fazer em Cambridge: as ruas são cheias de prédios antigos.

    Movimento pelo centro de Cambridge, na Inglaterra.

    Movimento pelo centro de Cambridge, na Inglaterra.

    Dicas Inglaterra: Cambridge é uma cidade histórica linda.

    Dicas Inglaterra: Cambridge é uma cidade histórica linda.

    Onde ficar em Cambridge:

    Toda a área central de Cambridge onde estão as universidades são boas para ficar. Já que os prédios históricos ficam perto, a locomoção é bem fácil. Recomendamos primeiro o University Arms, que fica ao lado do parque Parker’s Piece.

    Os quartos são espaçosos e bem decorados, mas com aspecto vintage. Algumas acomodações têm varanda e banheira.

    Hotéis em Cambridge: Quarto do University Arms.

    Hotéis em Cambridge: Quarto do University Arms.

    The Varsity Hotel & Spa também é um ótimo hotel para ficar em Cambridge, muito luxuoso e bem localizado. As acomodações são grandes, algumas com antessala e banheira, amenidades gratuitas no banheiro e wi-fi. O ponto alto é o bar que fica no terraço e tem vista para a cidade.

    Onde se hospedar em Cambridge: The Varsity Hotel & Spa.

    Onde se hospedar em Cambridge: The Varsity Hotel & Spa.

    O que fazer em York:

    Tempo de viagem de Cambridge – York: 2h30 trocando de trem em Peterborough.

    Umas da cidades mais históricas do Reino Unido é York  (veja no link o post completo sobre a nossa viagem para lá)(. O lugar é claramente uma mistura de influências, principalmente romanas, Vikings e medievais. Antes de fazer qualquer passeio ou visitar qualquer museu, explore as ruas a pé, se perca e descubra o quão encantadora ela é.

    Depois de explorar, comece a visitar os pontos indispensáveis da cidade. Primeiro a York Mistern, a catedral gótica. Dá para subir na torre, que tem mais de 300 degraus, e ter uma vista impressionante da cidade.

    Outro lugar imperdível é a The Shambles. A antiga rua dos açougues no século XIV é uma hoje uma viela extremamente apertada com os diversos sobrados das casas se projetando sobre a rua, o que remete a uma cena bem familiar: o Beco Diagonal de Harry Potter.

    Ainda em Shambles, há um market delicioso com barracas que vendem de tudo um pouco.

    Roteiro Inglaterra: The Shambles

    E o mercado colado a The Shambles

    Já de museus, se estiver em família, não deixe de ir no The York Dungeon e no National Railway Museum.

    Veja também o nosso post York Reino Unido: o que fazer e atividades em família para saber mais sobre esse lugar encantador.

    Ruas de York.

    Ruas de York.

    Onde ficar em York:

    Recomendamos o The Grand, um hotel charmoso, bem localizado e com ótimas acomodações para famílias. Ele fica em um prédio histórico no centro, com serviços de SPA, piscina, amenidades nos banheiros e wi-fi gratuito.

    Melhores hotéis em York: Quarto grande do The Grand.

    Melhores hotéis em York: Quarto grande do The Grand.

    Quem preferir um lugar mais intimista, o Jorvik House é um hotel de luxo com estilo design, muito bem decorado e moderno. Os quartos são grandes, mas os móveis em tons sóbrios e com objetos rústicos deixam os espaços aconchegantes. Ainda, o wi-fi é gratuito e há amenidades nos banheiros.

    O que fazer em Edimburgo:

    Tempo de viagem de York – Edimburgo: 2h34 direto.

    Edimburgo é capital da Escócia, não é Inglaterra, mas faz parte do Reino Unido. Fica a apenas 2 horas de trem de York .

    É uma cidade medieval. cheia de lendas de terror que percorrem o emaranhado de ruas estreitas, prédios feitos de tijolos antigos e celas subterrâneas que serviram de prisão e isolamento na época da peste negra.

    E, é esse mistério todo que envolve Edimburgo, que transforma também a linda e densa cidade em um destino divertido para ir em família.

    Recomendamos explorar a cidade a pé, sem rumo, e incluir na visita os seguintes lugares: The Ghost Bus TourThe Dark Side e Edimburgh Dungeon que misturam diversão, história e arquitetura que contos fantasmagóricos.

    Dicas Edimburgo: Ruas medievais e históricas da cidade.

    Dicas Edimburgo: Ruas medievais e históricas da cidade.

    Em Edimburgo também tem os tradicionais telefones vermelhos.

    Em Edimburgo também tem os tradicionais telefones vermelhos.

    Passeios fantasmagóricos e divertidos por Edimburgo.

    Passeios fantasmagóricos e divertidos por Edimburgo.

    Roteiro de trem pela Inglaterra: The Dark Side.

    Roteiro de trem pela Inglaterra: The Dark Side.

    Já de museus, os imperdíveis são a Câmera Obscura, com 5 andares e cheio de atividades interativas, e o  Museu Nacional da Escócia, repleto de arte e exposições científicas.

    Se quiser saber mais sobre o destinos, leia o nosso post Dicas de Edimburgo: o que fazer e os melhores passeios.

    Dicas Edimburgo: Juju se divertindo no Museu Câmera Escura.

    Dicas Edimburgo: Juju se divertindo no Museu Câmera Escura.

    Onde ficar em Edimburgo:

    Se for em família, recomendamos o Braid Apartments by Mansley, que fica perto do Queen Street Gardens. São apartamentos grande com cozinha, dois quartos, dois banheiros e sala. É pratico para chegar nas principais atrações da cidade e muito bem estruturado.

    Onde se hospedar em Edimburgo: Braid Apartments by Mansley.

    Onde se hospedar em Edimburgo: Braid Apartments by Mansley.

    Já um hotel, recomendamos o Nira Caledonia, muito charmoso, com serviços de luxo e bem no centro da cidade. As acomodações são decoradas em tons claros, com muita luminosidade e espaço. O café da manhã é variado e muito gostoso e o wi-fi é gratuito em todas as áreas.

    Quarto clássico do Nira Caledonia, em Edimburgo.

    Quarto clássico do Nira Caledonia, em Edimburgo.

    Leia mais sobre a Inglaterra e Londres:

    Verão em Londres: o que fazer pela cidade

    Quanto custa viajar para Londres

    Roteiro de 3 dias em Londres: o que fazer

    Onde se hospedar em Londres: guia dos melhores hoteis e regiões

    O que Fazer em Londres: Além dos Pontos Turísticos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.