Dicas de Paraty: tudo o que precisa saber

Dicas de Paraty: tudo o que precisa saber

Alguns lugares encantadores ficam pertinho das capitais brasileira e um desses é Paraty, localizada no litoral sul do Rio de Janeiro. Essa jóia tem ar colonial, ruas charmosas de pedras (onde não passam carros) e um mar esmeralda belíssimo. Anota já todas as dicas de Paraty que separamos nesse post para preparar a próxima viagem.

E não esqueça de ver como está a reabertura do turismo em Paraty nesse momento de Covid-19

Como chegar em Paraty:

Paraty fica na Costa Verde, litoral sul do Rio de Janeiro, bem no meio do caminho entre o Rio (240 km) e São Paulo (270 km). O trajeto saindo da capital carioca é pela Rio-Santos, a BR-101. Se São Paulo o caminho pode ser feito pela BR-116 ou pela BR-459.

De carro a viagem dura cerca de 4 horas, partindo das duas capitais. Lembrando que em fins de semana e feriados esse tempo pode aumentar por causa de trânsito.

Se quiser economizar, ônibus pode ser a opção, mas vale ressaltar que por conta da pandemia os horários de partida foram reduzidos. Do Rio o trecho é feito pela Costa Verde Transportes e de São Paulo é feito pela Reunidas Paulista.

Onde ficar em Paraty:

O centro histórico de Paraty é sempre apontado como a melhor localização da cidade, e de fato vamos indicar pousadas lindas nela, mas também dá para se hospedar em outras regiões e aproveitar bem. Vamos listar aqui todas elas:

OBS: de acordo com o regulamento do Município de Paraty, todas as pousadas e casas listadas aqui seguem as normas de distanciamento social, higienização dos ambientes e disponibilização de álcool 70% para os hóspedes. 

Pousadas do Centro Histórico de Paraty:

Positivo por vários motivos, principalmente pela proximidade com as atrações no local, como museus, igrejas, comércio e o pequeno porto de onde parte os passeios de barco. Como opção por aqui, indicamos primeiro a Pousada do Sandi, que fica no Largo do Rosário. As acomodações são coloniais, muito charmosas, confortáveis e com excelente atendimento.

Onde se hospedar em Paraty: área interna da Pousada do Sandi

Onde se hospedar em Paraty: área interna da Pousada do Sandi

Dicas de Paraty: quarto amplo da Pousada do Sandi.

Dicas de Paraty: quarto amplo da Pousada do Sandi.

Também com estilo colonial, no centro há a Pousada Literária de Paraty, localizada próxima a igreja de Santa Rita. É uma acomodação conceitual, com poucos quartos e decoração com móveis em madeira e tecido. O serviço é de qualidade e o café da manhã é farto.

Onde ficar em Paraty: design colonial da Pousada Literária.

Onde ficar em Paraty: design colonial da Pousada Literária.

Hospedagem em Paraty: quarto da Pousada Literária.

Hospedagem em Paraty: quarto da Pousada Literária.

Outra que podemos citar aqui são a Pousada do Ouro e Casa Turquesa, ótimas, com ambientes iluminados, quartos confortáveis e boa opções de serviços.

Dicas de Paraty: interior da Pousada do Ouro.

Dicas de Paraty: interior da Pousada do Ouro.

Onde ficar em Paraty: fachada da Cada Turquesa.

Onde ficar em Paraty: fachada da Cada Turquesa.

Pousadas nas praias de Paraty:

Se o seu objetivo por pé na areia, a distância do centro será um pouco maior, mas nada que atrapalhe o acesso. Há algumas boas pousadas, mas as mais bonitas mesmo são sacas de aluguel de temporada, que normalmente se chegam somente de barco.

É o caso da Casa-conceito, que fica de frente para o mar. Acomoda 8 pessoas, em 3 quartos e mais 1 sofá-cama na sala. São 2 andares com cozinha, banheiros, área de serviço, deck e garagem para barco.

Onde ficar em Paraty: aluguel de casas de temporada de frente pro mar.

Onde ficar em Paraty: aluguel de casas de temporada de frente pro mar.

Hospedagem em Paraty: casa pata até 8 pessoas com deck.

Hospedagem em Paraty: casa pata até 8 pessoas com deck.

Um pouco mais afastada, mas com a mesma privacidade e exclusividade do anterior, tem essa belíssima casa com piscina, em uma encosta e também com deck para o mar. Tem piscina, espreguiçadeiras, 4 quartos e acomoda bem 10 pessoas.

Dicas de onde ficar em Paraty: Vista da Casa de aluguel em Paraty Mirim.

Dicas de onde ficar em Paraty: Vista da Casa de aluguel em Paraty Mirim.

Casa de aluguel em Paraty: muitos quartos, piscina privativa e acesso ao mar.

Casa de aluguel em Paraty: muitos quartos, piscina privativa e acesso ao mar.

Mas, se preferir mesmo a estadia em uma pousada com serviço 24h, indicamos a Pousada Catarina, que fica na Praia Grande. Os quartos são amplos, com varandas e espaço abertos de frente para a praia.

Onde se hospedar em Paraty: vista da Pousada Catarina.

Onde se hospedar em Paraty: vista da Pousada Catarina.

Dicas de Paraty: quarto da Pousada Catarina.

Dicas de Paraty: quarto da Pousada Catarina.

O que fazer em Paraty:

A cidade reúne uma variedade grande de atividades, sejam culturais, históricas ou naturais. Vou listar aqui as principais e as indispensáveis.

Centro histórico:

Região com ruas de pedras, casarios históricos e sem acesso de carro. Esse é o centro histórico de Paraty, que fica de frente para uma baía calma e de mar esverdeado. Os prédios coloniais abrigam pousadas, lojas, estúdios de arte, museus, restaurantes e também casas.

Dicas de Paraty: o charmoso centro histórico.

Dicas de Paraty: o charmoso centro histórico.

A principal construção, que é cartão postal da cidade, é a Igreja de Santa Rita, onde funciona o Museu de Arte Sacra, aberto sempre de terça à domingo (sendo terça com entrada gratuita e noas demais dias R$4 por pessoa).

Passeios em Paraty: Igreja de Santa Rita, cartão postal da cidade.

Passeios em Paraty: Igreja de Santa Rita, cartão postal da cidade.

O acervo tem peças vindas de Portugal e também algumas trazidas do vale do Paraíba pelos jesuítas. Para quem gosta de visitar igrejas, além dela há mais 3 em Paraty:

  • Igreja da Matriz, na Praça da Matriz;
  • Igreja Nossa Senhora das Dores, na Rua Fresca;
  • Igreja Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, na Rua do Comércio.
O que fazer em Paraty: visitar a histórica Igreja da Matriz.

O que fazer em Paraty: visitar a histórica Igreja da Matriz.

Atrações em Paraty: a colonial Igreja de Nossa Senhora das Dores.

Atrações em Paraty: a colonial Igreja de Nossa Senhora das Dores.

De museus, o principal é a Casa da Cultura, que preserva as tradições e festividades locais. O bacana é que o espaço é mantido pela própria comunidade, com peças de artesanato, quadros, móveis e exposições temporárias, tudo isso com entrada gratuita e uma cafeteria charmosa para descansar.

Roteiro Paraty: todas as tradições locais reunidas na Casa da Cultura.

Roteiro Paraty: todas as tradições locais reunidas na Casa da Cultura.

Outra experiência para mergulhar na cultura local é participar da Academia de Cozinha e Outros Prazeres, idealizado pela chef Yara Roberts. O menu é feito para grupos pequenos, que podem participar (se quiserem) da preparação dos pratos. Todos os ingredientes são nacionais e de acordo com a estação. Valores sob consulta e reservas feitas pelo site.

O que fazer em Paraty: experiência gastronômica com a chef Yara (foto oficial do site).

O que fazer em Paraty: experiência gastronômica com a chef Yara (foto oficial do site Academia de Cozinha).

Paraty tem também um lugar incrível para ir com crianças, que é o Teatro Espaço, com apresentações de bonecos. No entanto, por causa da pandemia, as apresentações estão temporariamente suspensa. Fique de olho no site para saber do retorno.

Dicas de Paraty: diversão em família no Teatro Espaço.

Dicas de Paraty: diversão em família no Teatro Espaço.

Apesar de ter muitas coisas para ver no centro histórico de Paraty, aproveite para explorar as ruas de pedras. Os casarios colonial são coloridos, com janelas que apoiam os artesanatos das galerias e produto das lojinhas. Muitos restaurantes colocam mesinhas do lado de fora e a noite o ambiente fica muito agradável.

Dicas de Paraty: ruas charmosas e coloridas para explorar.

Dicas de Paraty: ruas charmosas e coloridas para explorar.

Falando em restaurantes, há vários na cidade, principalmente na Praça da Matriz. Vou lista aqui alguns dos que mais gostamos e também uma sorveteria deliciosa.

Lembre-se que o horário de funcionamento está reduzido por causa das orientações para prevenção do Covid-19, funcionando diariamente até as 22h. Se necessário, reserve ou entre em contato com o estabelecimento antes.

Onde comer em Paraty: Restaurantes na Praça da Matriz.

Onde comer em Paraty: Restaurantes na Praça da Matriz.

Restaurantes em Paraty: prato com camarão do Thai Paraty.

Restaurantes em Paraty: prato com camarão do Thai Paraty.

Passeios de lancha para as ilhas de Paraty:

Muitas ilhas e ilhotas fazem parte de Paraty, mas algumas em especial recebem os passeios de barco e lancha que partem do porto. As principais e mais lindas são a ilha do Algodão, da Cotia, Comprida, dos Ratos, dos Meros e dos Cocos.

O tempo de passeio e roteiro será definido de acordo com a reserva que for feita. Recomendamos os serviços da Palombeta, que tem várias experiências pelas ilhas e também praias de Paraty.

Ilhas de Paraty: a cor esmeralda espetacular da ilha dos Cocos (Foto: Palombeta).

Ilhas de Paraty: a cor esmeralda espetacular da ilha dos Cocos (Foto: Palombeta).

Já os valores dependem do tamanho da embarcação e quantidade de pessoas. Em baixa temporada o valor é a partir de R$900 e em alta é a partir de R$1.100, ambos para grupos de até 7 pessoas.

As traineiras recebem até 20 pessoas e o valor é a partir de R$1.000 para 6 pessoas e R$100 a mais para cada adicional. Esses valores incluem água mineral, frutas e equipamentos de snorkel.

Passeio para o Saco do Mamanguá:

O Saco do Mamanguá é uma região de fiordes que reúne várias pequenas praias em uma grande enseada. Os passeios para lá saem do porto de Paraty ou de uma comunidade indígena em Paraty-Mirim, que é um pouco mais afastada.

Palombeta, também faz passeio para Mamanguá, com duração de 5 à 6 horas e valores a partir de R$900, como falei anteriormente.

O que fazer em Paraty: passeio para o Saco do Mamanguá.

O que fazer em Paraty: passeio para o Saco do Mamanguá.

Muitas das paradas não são praias, mas sim áreas de águas mais rasas e cristalinas. No entanto, um cenário famoso que se passa por perto é a casa onde foi filmado o filme Crepúsculo. Alguém reconhece?

Passeios em Paraty: as várias praias da enseada do Saco do Mamanguá.

Passeios em Paraty: as várias praias da enseada do Saco do Mamanguá.

Cachoeiras em Paraty:

As principais cachoeiras de Paraty tem acesso por trilhas, principalmente pela Trilha do Ouro, que na época colonial funcionava como escoamento do metal e de pedras preciosas. Ela é muito bem preservada e tem 3 cachoeiras no caminho, sendo:

  • Cachoeira do Santo Izidro;
  • Cachoeira dos Veados;
  • Cachoeira das Posses;

A agência Casa de Aventura que tem opções de pacotes para fazer a trilha em 5 dias.

Dicas de Paraty: cachoeira dos Veados na Trilha do Ouro.

Dicas de Paraty: cachoeira dos Veados na Trilha do Ouro.

Para ir por conta própria, tem a cachoeira da Pedra Branca, conhecida por suas duas quedas, que formam piscinas naturais. ela fica no caminho para a Fazenda Murycana, com entrada pelo km 4,5 da estrada em direção a Cunha.

O que fazer em Paraty em família: as quedas da Cachoeira da Pedra Branca.

O que fazer em Paraty em família: as quedas da Cachoeira da Pedra Branca.

Praias de Paraty:

Além das ilhas, Paraty tem muitas praias acessíveis de carro, por trilhas ou somente de barco. A mais próxima do centro é a de Jabaquara, cerca de 20 minutos andando. O mar é muito caminho, tem quiosques na areia e extensa faixa de areia.

Praias de Paraty: Jabaquara, a praia mais próxima do centro.

Praias de Paraty: Jabaquara, a praia mais próxima do centro.

Com acesso por trilha de 3km (e também barco em passeios), a mais famosa, e considerada a mais bonita também, é a praia do Sono. Mar esmeralda e calmo, ideal para todos. Dela também se chega na praia dos Antigos, com um mirante lindo.

Dicas de Paraty: a linda praia do Sono.

Dicas de Paraty: a linda praia do Sono.

Outra, com acesso somente por passeios de barco, é a praia da Lula. Está entre as paradas mais lindas de Paraty, que além do mar incrível tem uma vegetação densa e exuberante ao redor.

O que fazer em Paraty: a belíssima praia da Lula.

O que fazer em Paraty: a belíssima praia da Lula.

Para quem quiser explorar mais longe, vale muitíssimo a pena ir até Trindade, que fica à 25km do centro de Paraty. É muito conhecida por praias lindas, como Rancho, Cachadaço e do Meio, e as piscina natural do Cachadaço.

Paraty dicas: piscina natural do Cachadaço, em Trindade.

Paraty dicas: piscina natural do Cachadaço, em Trindade.

Quanto tempo ficar em Paraty:

Em 4 dias dá para aproveitar Paraty, conhecendo o centro histórico, as praias e ilhas que listamos aqui no post. Mas saiba que a reabertura da cidade para o turismo já vem atraindo muitos viajantes e os fins de semana já estão cheios.

Se quiser pegar o lugar vazio, vá durante a semana, principalmente de segunda à quinta.

Leia Também:

Retomada do turismo no Brasil: 7 destinos de praia e montanha

Hoteis de natureza no Brasil para viajar se isolando

Reabertura de Búzios ao turismo

O que fazer em Paraty: roteiro de 5 dias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.