Roteiro Puglia 5, 7 e 8 dias: cidades e praias mais lindas

Torre Sant'Andrea Puglia , Otranto
Torre Sant'Andrea Puglia , Otranto

Roteiro Puglia, ItáliaMais que praias de beleza estonteante – e elas existem aos montes nessa região – a Puglia (ou Apúlia para os italianos) é o conjunto da obra. Primeiramente, some às praias de água azul turquesa, imensos rochedos, falésias recortando um oceano cristalino, grutas, vilarejos medievais debruçados sobre penhascos, boa comida e gente de sorriso largo. Em seguida, saiba que tudo é muito perto.

Você consegue visitar praias e vilarejos distintos em um mesmo dia rodando menos de 30/40 minutos de carro. Por último, apesar de toda fama, a Puglia não é um lugar inflacionado. Mesmo na alta estação, você come bem por 30 euros, e faz passeios de barco por 60 euros. Ou seja, não há melhor destino para as suas férias de verão na Itália do que a Puglia.

puglia Otranto
puglia Otranto

Onde fica Puglia na Itália

A Puglia é uma das regiões de praias mais lindas da Itália, e fica em Salento, no sul do país.

A região reúne cidades como Ostuni, Polignano al Mare, Lecce, Otranto, Gallipoli, Alberobello. É banhada pelo mar Adriático (o mesmo da Croácia) e pelo mar Jônico (o mesmo de Corfu e Zakynthos). O roteiro Puglia é uma viagem pela Itália que agrada a quem gosta de cidades medievais, história e praia.

Puglia Mapa
Puglia Mapa

Como chegar em Puglia

Puglia tem dois aeroportos. Bari fica mais próximo da cidade de Polignano al Mare e da região do Gárgano. Já Brindisi é melhor para quem começa ou termina o roteiro Puglia pelas cidades de Otranto, Lecce e Gallipoli.

Como ir de Roma para Puglia

Certamente, para ir de Roma para Puglia, o mais prático é pegar um trem, que leva  cerca de 3h. Ademais, outras alternativas são ônibus e avião com Ryan Air ou Ita Airways.

Puglia quando ir

Obviamente, apesar das belas cidades, a Puglia é um roteiro que mais sentido no verão europeu.

Contudo, fique atento que julho e agosto são altíssima temporada, e as praias ficam completamente lotadas, além dos preços subirem.

Nesse sentido, fim de maio, junho e setembro são meses onde a temperatura ainda permite praia (16 a 26 graus), e os valores são mais baixos, tanto de passeio, como de hospedagem.

Roteiro Puglia: praia cheia em julho
Roteiro Puglia: praia cheia em julho
Roteiro Puglia: praia cheia em julho, mas ainda assim lindo
Roteiro Puglia: praia cheia em julho, mas ainda assim lindo

Quanto custa viajar pela Puglia:

Apesar de já ter conquistado o título de um dos lugares mais lindos de Itália, a Puglia ainda não inflacionou. Pode-se de dizer que é um destino charmoso e democrático.

Ao mesmo tempo que há bed and breakfasts e pousadas mais econômicas, existem também as Masserias super exclusivas. Abaixo, alguns valores (julho de 2023):

  • Masserias: em média 1000 usd por dia
  • Pousadas e B&B: em média de 80usd a  150usd por dia
  • Restaurantes: 10 a 18 usd uma massa com frutos do mar
  • Lanches rápidos: 7 usd um panini
  • Passeios de barco: 450 privativo//60usd no coletivo de ate 12 pessoas
  • Carro: cerca de 40 usd dia

Precisa de carro na Puglia?

Certamente precisa. Não há transporte público, e você vai precisar de carro para explorar praias e cidades próximas.

Se quiser comparar tarifas das locadoras e alugar online, recomendo o buscador rentcars, que busca os melhores valores em todas as lojas de carro.

Onde se hospedar na Puglia:

Você pode dividir sua base entre Otranto, Gallipoli e Polignano al Mare (ou Conversano).

  • Otranto é banhado pelo mar Adriático e, certamente, é onde estão praias mais lindas, com falésias, grutas, e água piscina. Serve como base para se explorar o lado do mar Adriático.
  • Gallipoli fica a 50 minutos de carro de Otranto, numa região conhecida como Maldivas do Salento. A região é banhada pelo mar jônico, o mesmo de Zakinthos, Corfu e Cefalônia. Também tem praias cristalinas e calmas, embora menos estonteantes que as de Otranto. Serve como base para se explorar as cidades dessa costa, .
  • Por último, Polignano a Mare ou Conversano não têm as praias mais lindas (aqui a água costuma ser mais mexida e escura), entretanto é essa a região que tem os vilarejos mais interessantes. Serve como base para explorar Alberobelo, Ostuni, Monopoli e Locorotondo.
Puglia onde se hospedar: Otranto
Puglia onde se hospedar: Otranto
Gallipoli Puglia
Gallipoli Puglia
Cidades da Puglia: Polignano a Mare
Cidades da Puglia: Polignano a Mare
Onde ficar na Puglia: Conversano
Onde ficar na Puglia: Conversano

Roteiro Puglia – Onde ficar em Otranto:

Em primeiro lugar, se quiser um apenas com o pé no centro histórico de Otranto, você pode ficar na Casa Borgo, que acomoda até seis pessoas, tem ar-condicionado e cozinha completa, além de vaga para o carro nas ruas por perto (tem cartão de morador para estacionamento). Custa cerca de 120 € na alta estação, e está a cinco minutos andando do centro, e numa rua silenciosa.

Entrento, se a ideia for hotel, o Bellavista fica na praça de entrada do centro histórico, com vista para o mar. Pode ser que seja um pouco barulhento de noite. Outros ótimo na área do centro histórico é o Palazzo Papaleo. E ainda há o Valle del’IdroCorte de Nettuno e San Giuseppe.

melhores hoteis Otranto palasso papaleo
melhores hoteis Otranto palasso papaleo

Já para uma experiência ausência em uma Masseria, recomendo as Masseria PanareoMasseria Muzza. As masserias são hospedagens super luxuosas que ocupam antigas fazendas do século XVI, vinhedos e olivais.

melhores masseria em Otranto, Puglia: Masseria Muzza
melhores masseria em Otranto, Puglia: Masseria Muzza
melhores masseria em Otranto, Puglia: Masseria Muzza
melhores masseria em Otranto, Puglia: Masseria Muzza

Roteiro Puglia – Onde ficar em Gallipoli

Há ótimos hoteis e B&B dentro das muralhas de Gallipoli. Entre eles o Palazzo Flora, Casa Annina, I Bastioni San Domenico Relais, Ruggine Loft.

hoteis gallipoli: II Bastioni San Domenic
hoteis gallipoli: II Bastioni San Domenic

Roteiro Puglia – Onde ficar em Polignano a Mare ou Conversano

Se quiser ficar em um hotel no centro histórico de Polignano, recomendo o Dei Serafini, Dimora Grottacielo, Cinquevite, Dimora Talenti, Sei Stelle Mama, Incetro Domus, e o Hotel Grotta Palezze.

Já as melhores masserias em Polignano, estão a Mazzareli Resort, o Borgobianco Resort & Spa, Masseria Auraterrae.

melhores masseiras Polignano a Mare: Borgobianco
melhores masseiras Polignano a Mare: Borgobianco
melhores masseiras Polignano a Mare: Borgobianco
melhores masseiras Polignano a Mare: Borgobianco
masseria auraterrae
melhores masseiras Otranto: Masseria Auraterrae
masseria auraterrae: dolce far niente

E para se hospedar em Conversano (amo! amo! amo!), recomendo a Casa Badia e o Fascino Antico (ficamos nele e amamos).

hoteis conversano- vista casa badia
hoteis conversano: vista casa badia
hoteis conversano casa badia
e o quarto do Casa Badia

Roteiro Puglia: Praias de Otranto

Para começar, Otranto é uma festa. E o vilarejo é exatamente o que se vê nas fotos e vídeos: casas brancas ou de tufas, flores, restaurantes animados com varandas debruçadas sobre o mar.

roteiro puglia
roteiro puglia: Otranto debruçada sobre o mar

E isso numa região onde a história remete à Idade do Bronze, do Ferro, da Magna Grécia, do Renascimento. Toda essa riqueza histórica está gravada tanto em Otranto como em toda a Puglia. Não é raro você estar na praia – seja lá qual for o endereço – tomando banho de mar numa zona arqueológica.

Mas Otranto é um lugar especial. Não só pela riqueza histórica, mas também pela vibração de uma vida local. Sem falar que as praias dessa região são, de longe, as mais lindas. O litoral é recortado por falésias brancas, que se debruçam sobre um mar sempre calmo e turquesa. Aqui e acolá, rochas e grutas que irrompem no mar. Coisa de doido.

 Otranto
O visual estonteante do litoral e das praias de Otranto

Praias mais lindas da Puglia: Torre Sant’Andrea e Punta della Punticeddha

Nesse sentido, Otranto pode ser o início de tudo, e o lugar onde você pode montar base por mais dias.

No primeiro deles, acorde e rume pra praias. Você pode começar por três próximas entre si e do vilarejo, e que são absolutamente estonteantes. Torre Sant’Andrea é a primeira parada, e fica a apenas 14 quilômetro do centro de Otranto. Para chegar, basta colocar Torre Sant’Andrea no aplicativo de localização; ele levará direto para os estacionamentos mais próximos. De lá, basta uma caminha de 5 minutos.

roteiro puglia: Torre Sant'Andrea
roteiro puglia: Torre Sant’Andrea

Torre Sant’Andrea é um abuso de linda. Tem o mar super turquesa, com falésias e rochas que irrompem do mar em arcos e, como o nome diz, torres. Não tem areia, mas um bancadão de pedra onde as pessoas esticam as cangas, colocam cadeiras e espetam suas barracas.

Torre Sant'Andrea Puglia , Otranto
Torre Sant’Andrea Puglia , Otranto
Praias mais lindas da Puglia: Torre Sant'Andrea
Praias mais lindas da Puglia: Torre Sant’Andrea

 

Do lado dela, andando cerca de 10 minutos a pé, fica Punta della Punticeddha. É uma baía com mar cristalino, com um pequeno trecho de areia, e pedras onde você pode se esticar. Sublinho que praias rochosas nesse estilo são marca da geografia de Otranto. Boa parte das praias não é de areia. E isso dá contornos ainda mais exóticos à paisagem da região.

Punta della Punticcedha
Punta della Punticcedha

Praias mais lindas da Puglia: Torre dell’Orso

Mais 3 km de carro de você estará em Torre dell’Orso, essa sim uma praia longa e de areia, com alguns beach clubs e mar calmíssimo. Mas a cereja do bolo está escondida para quem atravessa a sua falésia, com águas nunca acima da cintura, e chega a uma pequena baía escondida entre as rochas.

Roteiro Puglia: a praia de Torre dell'Orso
Roteiro Puglia: a praia de Torre dell’Orso
torre dell'orso está entre as praias mais lindas da Puglia
torre dell’orso está entre as praias mais lindas da Puglia

Dali para as chamadas Due Sorelles (um equivalente no nosso Morro Dois Irmãos, em Noronha), são mais duas braçadas. Quem quiser, pode ainda alugar um pedalinho na praia de areia para explorar essa parte.

As Due Sorelles de Torre dell'Orso
As Due Sorelles de Torre dell’Orso

De noitinha, você pode aproveitar para conhecer o vilarejo de Otranto e jantar em um de seus vários restaurantes. Uma dica é o Retro Gusto que, embora esteja ligeiramente afastado da beira-mar, tem uma alta culinária focada nos sabores do Salento.

Roteiro Puglia: Otranto de noite
Roteiro Puglia: Otranto de noite

O Vecchia Otranto também é muito bom. Peça a Orecchiette alle Cime di Rapa, uma massa muito popular na região, feito com uma pasta em formato de orelha e pesto de nabo. .

pratos típicos da Puglia: Orecchiette alle Cime di Rapa
Prove os pratos típicos da Puglia: Orecchiette alle Cime di Rapa

Roteiro Puglia dia 2: Rocca Vechhia e Grotta della Poesia

Rocca Vecchia remonta à Idade do Bronze, com as primeiras fortificações datadas do século XV a.C. Esse lugar misterioso, como a mítica Troia, foi várias vezes destruído e reconstruído, desconhece os povos fundadores e até mesmo se essas fortificações serviam para defender uma cidade ou, como parece mais provável, seria um importante local de cerimônias.

Mas sabe-se que continuou em uso da Idade do Ferro, na Alta Idade Média e que, em 1480, foi convertida em cidade, e depois ocupada por piratas.

Rocca Vecchia: Mar estourando de turquesa no meio da um ruína de 4 mil anos
Rocca Vecchia: Mar estourando de turquesa no meio da um ruína de 4 mil anos

Isso tudo à beira de um mar Adriático cristalino, com todas as colorações de azul, e ainda com uma espécie de gruta aberta sob a rochas (a famosa Grotta Della Poesia, onde os antigos cultuavam o Deus Teotor)

Agora imagine que, além de visitar as ruínas, você pode estender sua canga dentro do que restou – quem sabe – de um quarto de 4000 mil anos atrás, nadar e mergulhar nessas águas. Literalmente o que podemos chamar de um banho de História, não? Talvez seja essa uma das delícias da Puglia, a junção de história e natureza, de cultura e o dolce far niente.

Rocca Vecchia, na Puglia: banho de mar e história, literalmente
Rocca Vecchia, na Puglia: banho de mar e história, literalmente

Portanto, programe-se para visitar, com calma, esses dois lugares.

E, antes do cair da tarde, esteja na cidade de Otranto. Essa é a hora mágica por lá, quando o sol reflete sua luz dourada sobre casas e a muralha de pedra medieval da pedra calcária, e a cidade toda vibra ao fim de um dia delicioso. Os bares voltados para o mar ficam cheios, e há sempre música por todos os lados, enquanto no labirinto de ruelas, lojas de iguarias e artesanatos locais são um convite delicioso ao passeio.

Roteiro Puglia: Fim de tarde em Otranto
Roteiro Puglia: Fim de tarde em Otranto
Fim de tarde em Otranto
Fim de tarde em Otranto

Nessa passeio, uma dica gostosa para tomar um prosecco e comer frutos do mar fresquíssimos é o La Polperia, um Fish bar com clima delicioso e vista privilegiada

La Polperia em Otranto
La Polperia em Otranto
Sol caindo e a vista do porto de Otranto
Ruas de Otranto
Ruas de Otranto

Roteiro Puglia 3 dias: passeio de barco em Otranto

Se há um lugar onde vale à pena fazer um passeio de barco, esse lugar é Otranto. Ele dura uma manhã, e tem paradas nas praias de Molino D’Acqua e Baía Murrone, onde só se chega de barco.

Baía Molino D'Acqua
Passeio de barco Puglia: a Baía Molino D’Acqua é uma das paradas

Ambas são protegidas por falésias que chegam a 15 metros de altura. A primeira delas, Molina D’Acquea, conta com 3 grutas, sendo uma delas a famosa Grotta Sfondatta.

Grutas da spiaggia Molino d'Acqua
Grutas da spiaggia Molino d’Acqua

Por sua vez, a Baía Murrone é um pedacinho de paraíso, com uma pequena cachoeira de água doce. O valor do passeio, com a empresa Alfiere Excursione, fica em torno de 60 se for o coletivo, e 450 € se for privativo.

passeio de barco Otranto
passeio de barco Otranto

 

Uma dica esperta aqui para antes do passeio é parar na padaria da marina de Otranto. Há filas pela manhã para abocanhar os croissants – os melhores do pedaço – que são feitos todos os dias cedinho.

Passeio de barco em Otranto com petiscos no final
Passeio de barco com petiscos no final

Tarde em Castro e Santa Cesarea Terme

Depois do passeio, você pode aproveitar o resto do dia explorando a costa da comuna de Castro, que está a mais ou menos 20 quilômetros do centro de Otranto. No caminho, está Santa Cesarea Terme, onde você pode fazer uma rápida parada e apreciar a Villa Sticchi, um palacete do século XIX com ares orientais. Cesarea também é conhecida por suas termas, que oferecem água sulfurosa de alta temperatura a 30°C, oriundas de quatro cavernas naturais.

A VIlla Sticchi

Então, siga para a pequena cidade de Castro, onde umas das atrações é a piscina Marina Serra, mais uma vez, um banho de mar entre ruínas. O lugar é menor que Rocca Vecchia, mas espetacular.

Roteiro Puglia dia 4: Lecce

Ainda tendo Otranto como base, aproveite esse dia para conhecer Lecce, uma jóia do barroco. Está a 42 quilômetros de carro de Otranto, e é conhecida como “Florença do Sul” devido à sua impressionante arquitetura, caracterizada por edifícios ornamentados e igrejas extravagantes, esculpidos na “pietra leccese”, um calcário local. Foi colonizada por romanos, bizantinos, normandos e espanhóis, e apresenta registros de todas essas épocas.

lecce puglia
lecce puglia

Aqui, inclua no seu roteiro a Praça do Duomo com a majestosa Catedral de Lecce, o Palácio Episcopal e o Campanário do Relógio. Visite também a Basílica de Santa Croce e o preservado Anfiteatro Romano, datado do século II d.C., que ainda é usado para eventos culturais e é uma lembrança impressionante da influência romana na região.

Lecce, a Florença da Puglia
Lecce, a Florença da Puglia

E perca-se pelas ruas de Lecce. Há dezenas de casas de queijo e vinho, paninis, assim como lojas de artesanato com o melhor da produção de cerâmicas, rendas e objetos esculpidos em pedra. Aproveite para comer o o panini do Pizza&co, que é uma delícia.

Ruas de Lecce
Ruas de Lecce
lecce
Onde comer um bom Panini em Lecce: Pizza&co

Fique atento também ao calendário cultural, que incluiu as festas medievais no começo de agosto, e o festival de teatro clássico, com apresentações também no Anfiteatro.

Fim do dia na piscina natural de Torre Santo Stefano

Se sobrar tempo e quiser,  vá direto para Baía dei Turchi e Torre Santo Stefano, onde há uma piscina natural belíssima entre as pedras.

piscina natural de Torre Santo Stefano
piscina natural de Torre Santo Stefano
piscinas naturais da Puglia
piscinas naturais da Puglia

Roteiro Puglia dia 5:

Acorde bem cedo, pegue as malas e mude-se para Gallipoli que, do grego, significa “cidade bonita”. Gallipoli é banhada pelo Mar Jônico, o mesmo de Corfu e Zakhintos e Cefalônia, numa região conhecida como Maldivas do Salento. O apelido deve-se à cor da água, mas tenha em mente que a geografia daqui se opõe a das falésias e rochas dramáticas de Otranto.

A cidade também é uma atração e tanto. Gallipoli foi colonizada pelos gregos, depois conquistada pelos romanos em 265 a.C, e dominada pelos bizantinos e normandos para, enfim, se tornar um porto na Idade Média.

Gallipoli Puglia
Gallipoli Puglia

O que fazer em Gallipoli

Dessa forma, comece pela praia de Punta della Suína. Trata-se de uma praia pequena, com trecho ocupado por um beach club, e partes públicas que se espalham entre a areia e rochas. É uma praia lindíssima, e aconchegante, mas que fica bastante cheia no mês de julho e agosto. Outros destinos de praia bastante populares em Gallipoli são a Baía Verde e Lido San Giovanni.

Punta della Suína, em Gallipoli, Puglia
Punta della Suína, em Gallipoli, Puglia

Depois, vá – ainda de dia – explorar Gallipoli. Seu centro histórico encantador é um labirinto de ruas estreitas e sinuosas, rodeado por casas de pedra tradicionais e praças sombreadas e com bancos para descansar. Caminhar por essas ruas é uma maneira encantadora de absorver a atmosfera autêntica dessa cidade.

Não perca o Castelo de Gallipoli, construído no século XIII pelos normandos e que serviu como defesa contra invasões e ataques. Outra obra arquitetônica e histórica é a basílica de Sant’Agata, concluída em 1696 em estilo barroco. Está localizada na Via Duomo, no ponto mais alto do centro histórico de Gallipoli.

Vale sublinhar que, embora o turismo seja uma importante atividade econômica, Gallipoli ainda guarda suas origens pesqueiras. Desta forma, umas das experiências culinárias originais é visitar o mercado de peixe da cidade, e experimentar pratos de frutos do mar frescos, como o “frittura di pesce” nos restaurantes do lugar.

Gallipoli
Gallipoli

De noite, Galipolli serve com bares descoladões e discotecas até altas horas da madrugada.

Roteiro Puglia dia 6: Gallipoli, Santa Maria ao Bagno e Porto Cesareo/h2>

No sexto dia do Roteiro Puglia, pegue a estrada que margeia o litoral e vá explorar Santa Maria al Bagno e Porto Cesareo. Santa Maria al Bagno está a 13 quilômetros de distância, e uma das principais atrações é a pequena baía da cidade. Isso porque há muitas rochas e vida marinha. Por perto, há ainda grutas que podem ser visitadas em passeios de barco.

Santa Maria al Bagno
Santa Maria al Bagno

Caso decida não fazer o passeio de barco, o conselho é esticar mais uns poucos quilômetros e ir para Porto Cesareo, um pequeno vilarejo que remete às cenas da vilas pacatas do cinema italiano. Pela tarde, você verá os mais velhos sentados pelos bancos, e crianças se divertindo com brinquedos de algumas gerações atrás, com uma calma desabitual dos tempos atuais.

Lá, aproveite para conhecer a Isola Grande com sua Spiaggia dei Conigli. Ela fica exatamente em frente ao calçadão de Porto Cesareo, de onde saem os taxiboats que custam 5 € a ida-e-volta.

Se você gosta de explorar as rochas e praticar snorkeling, é recomendável trazer sapatos adequados para caminhar sobre pedras, máscara e nadadeiras, pois a água fica mais profunda a poucos metros da costa, permitindo a observação da vida marinha.

Para quem gosta de apreciar o fim do dia de cima de mirantes, bem perto de Porto Cesareo está a Torre Uluzzo, de onde se avista o Parco Naturale regionale Porto Selvaggio e o sol caindo no mar.

Roteiro Púglia 7 dias: Polignano a Mare

Menos de duas horas separam Gallipoli da nossa última base, a festejadíssima Polignano a Mare. Aqui, o grande barato são as cidades. Nesse trecho da Púglia, o mar piscina dá lugar a águas mais mexidas e escuras. Todavia, a região de Polignano tem um punhado de cidadelas que se colocam em pé de igualdade com as da Toscana.

Polignano a Mare
Polignano a Mare

Conversano é uma delas, e pode ser a base para quem quiser fugir do roteiro tradicional de hospedagem em Polignano. A cidade é mais econômica, e da mesma forma  esbanja charme. Foi fundada por volta do século VI a.C,  e depois dominada por bizantinos e aragoneses. De forma que a atmosfera é – mais uma vez – de um set de filmagem, com um castelo cercado por labirintos de ruas estreitas que, por sua vez, guardam pequenos tesouros como cafés em celas subterrâneas, catedrais, gatos e praças alegres.

Puglia onde se hospedar: a cidade de Conversano
Puglia onde se hospedar: a cidade de Conversano
Onde ficar na Puglia: Conversano
Onde ficar na Puglia: Conversano

Ao lado da sua rica herança histórica, Conversano também é famosa por suas tradições culturais, incluindo festivais como o Medieval, no começo de agosto.

Dito isso, tanto quanto nem outras  pequenas cidades da Puglia (com exceção talvez de Polignano e Alberobello), o horário de ouro aqui é no fim da tarde, quando se escutam as primeiras badaladas de quem volta da praia. É aí que a vida começa e o burburinho se instala com todas as festividades possíveis.

Roteiro Puglia: Conversano
Roteiro Puglia: Conversano
Roteiro Puglia: Conversano
Roteiro Puglia: Conversano

O que fazer em Polignano a Mare

Portanto, pela manhã, vá aproveitar o sol na praia de Cala Lama Monachile, em Polignano a Mare. É uma praia de pedras brutas, que chega a doer nas palmas dos pés, mas de uma beleza ímpar. Talvez seja um dos mais conhecidos cartões-postais de toda Salento: a cidade debruçada sobre o mar, com um pequeno trecho de areia em forma de V, e o aqueduto ao fundo.

Polignano a Mare Cala Monachile
Polignano a Mare Cala Monachile

Depois, na hora do almoço, tome o caminho do Arco Marchesale e adentre na cidade de Polignano. O coração de tudo é a Piazza Vittorio Emanuelle II, onde, por sinal, fica não só a catedral de Santa Maria e a Torre do Relógio, como também a melhor gelateria de toda essa viagem: se chama Lucarelli, e não perca de forma alguma. Na piazza também há bons e acessíveis restaurantes como o Bella ‘Mbriana, que serve massas deliciosas a preços honestíssimos.

Polignano a Mare
Polignano a Mare: cantinhos da cidade
Outra rua de Polignano a Mare
Outra rua de Polignano a Mare

Agora, é se largar em Polignano a Mare, ir e vir pelas ruas, muralhas que dão vistas para o Adriático, tomar um café aqui, comer um tiramissú acolá, passear pela Piazza Garibaldi, ir na Ponte de Los Borbones conferir a vista que da praia Monachile e se demorar no Belvedere Terrazo Santo Stefano.

Cidades da Puglia: Polignano a Mare
Cidades da Puglia: Polignano a Mare

E lembre-se de onde está pisando. Não se sabe ao certo a origem de Polignano, mas há quem diga que foi fundada pelo Imperador Júlio César! Ademais, a história de Polignano a Mare não se limita apenas à era romana. A cidade passou por um período de dominação bizantina e normanda, antes de se tornar parte do Reino da Sicília, no século XII. Espanhóis e os Bourbons também deixaram sua marca na arquitetura e na cultura local.

A vista a partir dos muros de Polignano a Mare
A vista a partir dos muros de Polignano a Mare

Onde comer em Polignano a Mare: jantar no Ristorante Grotta Palezzese

Por fim, jante no Ristorante Grotta Palazzese, localizado numa gruta à beira mar, encrustada nas falésias que sustentam Polignano. O ideal é marcar seu jantar na hora do pôr-do-sol, quando a iluminação suave do sol e das velas realça a atmosfera mágica da caverna. É importante fazer uma reserva com antecedência, já que a Grotta Palazzese é um local disputado. A especialidade são os frutos-do-mar. Caso não consiga reservas, outra sugestão é a Trattoria il Grottone.

Roteiro Puglia dia 8: Alberobello e Locorotondo

Seu último dia do roteiro será uma deliciosa maratona por cidades-ícones da Puglia. Começando por Alberobello, famosa por sua arquitetura única composta por trulli, datada do século XV.

Alberobello o que fazer
Alberobello o que fazer
Alberobello
Alberobello

Os trulli são edifícios de pedra cônica com telhados de pedra calcária seca, construídos sem o uso de argamassa e cuja origem é incerta. Alguns afirmam que foram construídos por colonos gregos ou romanos, enquanto outros acreditam que foram criados pelos habitantes locais como uma forma de evitar impostos, já que sua estrutura podia ser desmontada rapidamente. Hoje, esses trulli são uma atração turística icônica e foram reconhecidos como Patrimônio Mundial da UNESCO.

A parte onde estão concentrados os trulli é pequena, com uma rua que sobe e outra que desce, e pode ser visitada no começo de uma manhã.

Alberobello
Alberobello

De Alberobello para Locotondo

Em seguida a Alberobello, pegue a estrada para Locorotondo, a 9 quilômetros de distância. A cidade é conhecido por suas casas brancas, e por ser erguida sobre uma colina e cercada por vinhedos.

As casas caiadas de branco com telhados cônicos são uma característica distintiva da arquitetura local e, ao explorar as ruas estreitas, você vai se deparar com sacadas floridas, igrejas antigas e vistas deslumbrantes da paisagem rural da Puglia.

Dessa forma, seu roteiro pode incluir a Via Nardelli (que circula a cidade e tem o vale de Itria a sua frente), a Via Morelli, a Via Cisternino, a Piazza della Vittoria, e, embora tecnicamente seja uma praça, a Piazza della Vittoria. Para ter uma vista dos vinhedos, vá para o o mirante da Villa Comuna. Além disso, visite a Piazza Rodio, a Igreja Anunciação e Madre, Palácio Morelli e a Torre do Relógio na Piazza Emanuelle.

Além da sua beleza, Locorotondo se espalha por 140 distritos que produzem bons vinhos brancos. Vale uma degustação!

Join the Conversation

5 Comments

  1. says: NILVA DAUD

    gostaria de 01 roteiro , chego em BARI DIA 03/06/2024 E TENHO QUE ESTAR EM BARI NO DIA 11/06 , POIS RETORNO PARA O BRASIL.
    GOSTARIA DE SABER SE VCS TERIAM ALGUM ROTEIRO PAR ME OFERECER COM HOSPEDAGEM ENFIM

    AGUARDO RETORNO

    GRATA
    NILVA DAUD

Leave a comment
Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *