Cidades históricas do México

SAN MIGUEL DE ALLENDE

A luz dourada se espalha sobre as casas coloridas e pelas bouganvilles dependuradas das sacadas e ciprestes plantados nos terraços. São 14h do mês de julho, num dia quente de verão em San Miguel de Allende, e círculos animados de pessoas se ajuntam na praça central, enquanto um grupo de mariacchis afina os instrumentos sob as arcadas do Palácio Municipal, um prédio suntuoso construído em 1736 e que ainda guarda ao cheiro das batalhas pela independência. A sensação é de que a linda cidade, na qual nenhuma pedra parece estar fora do seu lugar, brotou de um livro. San Miguel é uma cidade de encantamentos. Mas não só ela. Ela é também o ponto  de partida de uma viagem pelas cidades históricas do México, que inclui ainda Guanajuato e o Santuário de Atotonilco. Veja só o que fazer em San Miguel de Allende .

Cidades Históricas do México atotonilco

o que fazer em San Miguel de Allende, a mais linda da rota histórica

Se Guanajuato é a mais vibrante das cidades da rota histórica,  San Miguel de Allende (a 275 km de Ciudad del Mexico) é a mais linda. Antigo Caminho Real e rota da prata, a pequena cidade fundada em 1542 mantém o esplendor do Vice-Reino, com ruas estreitas de pedrinhas irregulares que conduzem pelo cenário de casas pintadas em tons fortes de tijolo, rosa e amarelo, jardins de bouganvilles, uma incrível categral neogótica, ateliês e jardins secretos escondidos nos pátios internos de edifícios coloniais.

Entre o que fazer em San Miguel de Allende, umas das dicas é visitar o mais estonteante museu da Catrina em todo o estado, com dezenas de esculturas em papel machê representando a figura mítica que satiriza a sociedade. Não é à toa que a pequena San Miguel de Allende é considerada por muitos a cidade mais bonita do México, da mesma forma que foi nomeada Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

San Miguel também é a simbiose entre o moderno e o antigo, com cafés internacionais, restaurantes de comida contemporânea. Adorei, aliás, o Via Orgânica, com sua vertente gourmet saudável, seus cereais e sucos detox, e o Cumpanío, com suas fornadas de pães e bolos quentinhos. Outra boníssima escolha nesse quesito é o terraço do hotel Rosewood, que além do melhor guacamole da cidade, tem uma vista imperdível da cidade ao entardecer. Já para um comer um churros delicioso (iguaria bem típica!), o Café San Augustín é ótimo.

Para quem gosta de arte,  outra dica de o que fazer em San Miguel de Allende é ir ao La Aurora, uma fábrica têxtil desativada que hoje é ocupada por 50 galerias. E há de tudo: de quinquilharias, a jóias artesanais e obras de artistas contemporâneos consagrados como Andy Warhol. Já para arrematar artesanatos, vestidos bordados e outras artes populares, rume para a Rua San Francisco (umas das ruas que passam pela Praça El Jardin) e para o Mercado de Artasanías.

E para completar, a 14 quilômetros do centro de San Miguel, rumo às montanhas, esconde-se o lindo Santuário Atotonilco, erguido em 1700 pelos jesuítas e hoje cercado por um plácido vilarejo de casas no mesmo estilo que San Miguel, e regido por um tempo onde os segundos passam ainda mais devagar. Na semana santa, o lugar ganha ares ainda mais especiais com a festa da Quaresma, quando se levantam altares para a Virgem de Dolores pelas ruas, e nas janelas e quintais, fiéis oferecem  água doce e picolés aos que passam, representando as lágrimas da Virgem Maria.

Para se hospedar, ficamos no maravilhoso Hotel Matilda, a dez passos da Praça Central.  Adoramos, tinha um super café da manhã, piscina, quarto enorme. +++++ VEJA AQUI HOTEIS EM SAN MIGUEL DE ALLENDE  +++++

COMO CHEGAR: Voe para Cidade do México ou Guanajuato, e siga de carro para San Miguel de Allende. De Guanajuato são 68 quilômetros, e da Cidade do México são 280 quilômetros.

 

 

Cidades Históricas do México san miguel de allendesan miguel de allende mexico     Cidades Históricas do México san miguel de allende san miguel de allende mexico san miguel de allende mexico  Cidades Históricas do México san miguel de allende    img_5237 img_5262 img_5273 img_5287 img_5337 o que fazer em san miguel de allende o que fazer em san miguel de allende

san miguel de allende mexico juju na trip la-aurora1la-aurora san miguel

O que fazer em Guanajuato, a mais vibrante e alegre, a cidade dos festivais

Guanajuato, a 373 km da capital mexicana e hoje uma colônia de estudantes (seria a Ouro Preto deles), é a mais simpática e festiva. Não é uma cidade planejada. Foi construída aos poucos pelos seus moradores, sem largas avenidas, como um emaranhado de becos e callejones.  Um sobe ladeira e desce ladeira em que as cores do casario vão se tornando mais intensas e a cidade mais apaixonante. Nem as igrejas escapam dos tons vibrantes, com suas fachadas esculpidas em pedra rosada. É uma cidade linda, mas não é isso o que a faz mais incrível. Cidades lindas existem aos montes. Mas Guanajuato é envolvente, uma cidade para ser vivida, e não apenas apreciada.

Há pelo menos um festival por mês em Guanajuato: de cinema, música, religioso. O mais famoso dele é o Internacional Cervantino, quando a cidade é ocupada por leituras, peças teatrais e performances – que incluem música e dança — sobre o autor de Dom Quixote.

Além disso, todos os dias, quatro grupo de seresteiros saem pelos quatro cantos da cidade entoando músicas e brincadeiras. São as chamadas Callejoneadas, que começam sempre às 19h30m e se extendem por duas horas a fio. Guanajuato ostenta ainda uma recorde social e tanto: a cidade tem xxxx praças, alegres pontos de encontro e cercadas de bares, restaurantes, sorveterias e cafés.

Aproveite para passear pela mais importante delas, a  El Jardim, e seguir de lá para o Teatro Juarez, onde há belíssimos afresos em estilo mourisco. Depois, emende numa caminhada até a Praça de la Paz, onde fica a Basílica Colegiata de Nuestra Señora de Guanajuato. Inclua também no passeio uma ida ao Mercado de artesanato e ao Museo Casa Diego Rivera. No caminho, aproveite para conhecer o Callejon do Beijo, um beco mítico onde casais trocam beijos por promessas eternas de felicidade. Já para mergulhar na atmosfera da prata, há visitas às minas, como a La Valenciana.

Para quem gosta, há ainda um pitoresco roteiro rural em Guanajuato, que leva a plantações de cactus. O nopal está para o mexicanos, como a uva para os chilenos ou a quinoa está para os peruanos: a planta espinhosa native da região de Guanajuato é processada como alimento, como composto medicinal e até estético. Sua produção é tão curiosa e importante que se converteu em roteiro turístico. Subir numa carroça acompanhado dos agricultores com seus violões chorando modinhas mexicanas é uma experiência atemporal.

Em Guanajuato, ficamos no Villa Maria Cristina, um reais 5 estrelas ótimo, com um super café da manhã que incluía pratos típicos repaginados, um quarta enorme, banheira e chocolatinhos na hora de dormir. +++++ VEJA AQUI HOTEIS EM GUANAJUATO  +++++

COMO CHEGAR:

Quer viajar mais e ficar por dentro de todas as dicas, novidades e promoções?

Deixe seu email aqui!

Cidades Históricas do México

Cidades Históricas do México guanajuato img_3855 img_3882 Cidades Históricas do México guanajuato Cidades Históricas do México guanajuato   img_2980 img_3767 img_3783img_4300 img_4856

 

 

4 Comments

  • Murilo Pagani disse:

    Que cidades lindas!!

    O México é um país incrível, viajei por lá durante 30 dias e não consegui conhecer metade dos lugares que gostaria!
    Não vejo a hora de fazer outra trip por lá!

    Claro que aproveitei para conhecer uma cidade histórica, mas não foi nenhuma dessas. Conheci San Cristóbal de las Casas. Puro charme também e super recomendo!

    Adorei as dicas!

    Abraço

  • Ana disse:

    Meu Deus! Quero fazer uma viagem de 15 dias pelo México, mas quanto mais pesquiso, mais difícil fica definir o roteiro…rs Quanta coisa linda há pra ver nesse país!!!

    • admin disse:

      Ana, México é demais! E a rota histórica é um desbunde. Estou louca pra voltar também! Não deixe de ir a Guanajuato e San Miguel de Allende. São mágicas!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.