O novo México: Riviera Nayarit e Puerto Vallarta

Ainda pouco conhecida pelos brasileiros, a região da Riviera Nayarit e a cidade de Puerto Vallarta são as novas pérolas mexicanas. Banhadas pelo oceano pacífico e longe da badalada zona caribenha de Cancún e Riviera Maya, suas belezas vão além de praias paradisíacas. A riqueza cultural ainda preservada,  pueblos pitorescos espalhados pela costa e a estrutura turística que se desenvolveu nos últimos anos fazem desses destinos ótimas opções para quem busca conhecer um México diferente.

 Entendendo a região

A primeira coisa que é preciso saber sobre esses dois destinos é que Puerto Vallarta é uma cidade e Riviera Nayarit é uma região na costa mexicana. A nomenclatura de “riviera” se refere aos pouco mais 300 km do Estado de Nayarit, que é banhado pelo oceano pacífico, começando ao norte, por Boca de Teacapán, e indo até o rio Ameca. O rio faz a divisa com Puerto Vallarta, no Estado vizinho de Jalisco.

Como se locomover em Vallarta e Nayarit

As vias de acesso entre os pueblos de Nayarit e a cidade de Puerto Vallarta são bem sinalizadas e de boa qualidade, facilitando a locomoção entre a região. A principal estrada é a Carretera Federal México 200, também conhecida como Carretera Pacífico, cortando a riviera de norte a sul. Outra opção é a Carretera Federal La Crux de Huanacaxtle – Punta de Mita, que liga duas das principais cidades, La Crux e Mita. O ideal é alugar um carro para circular, porque o transporte público não é dos melhores.

Puerto Vallarta

atractions-73f48ccdb5f93c1e620ec8b88c3b2550

casitas maraika maraika maraika2 vallarta

Ao contrário de Cancún, as praias de Puerto Vallarta não são os destaque do passeio no local. Por lá, é possível apreciar boa culinária, passeio histórico e ainda dar uma esticada em alguma praia próxima para relaxar.

  • Centro Histórico: A cidade possui um centro histórico pequeno, mas muito agradável de se conhecer. Por lá fica o maior símbolo da cidade, que é a Igreja de Nossa Senhora de Guadalupe, construída em 1903. Ela é feita em tijolos vermelhos e adornos em metal dourado e é o monumento mais fotografado de Puerto Vallarta. Próximo dela é possível visitar a Praça das Armas, com cafeterias  ao redor, e os monumentos de Los Arcos, El Caballito e Estatua de Los Delfines. Se quiser ter uma vista do centro, vá até o Gringo Gulch, mirante localizado na Isla Cuale.
  • Malecón: Do centro histórico, siga  pelo calçadão de Malecón, recentemente inaugurado, e que possui 1,6 km de extensão pela orla da cidade. No caminho, é possível apreciar 30 esculturas e ir em direção a Praia de Los Muertos, a mais movimentada de Puerto Vallarta. Lá se encontram muito restaurantes e bares que abrem durante todo o dia e também a noite.
  • Casitas Maraika:  Se você quer sentir como se estivesse longe do mundo, mesmo que por um dia, o Casitas Maraika Beach Club é a opção perfeita. Localizado ao sul de Puerto Vallarta, ao longo de uma faixa isolada na Baía de Banderas, o local só tem acesso por barco e esconde uma vegetação exuberante e uma tranquilidade inexplicável. Sem dúvida foi o lugar que mais gostamos de conhecer em Puerto Vallarta. Passe uma tarde e almoce guacamole e tacos por aqui. Em Maraika, você pode relaxar na praia e fazer atividades aquáticas, e trilhas pela mata. O local também conta com área de SPA e aulas de yoga. Para chegar até lá é preciso pegar táxis aquáticos que saem de Boca de Tomatlán e custam em média $40 por pessoa.
  • Praia de Mismaloya: Essa é a praia que colocou Puerto Vallarta na rota turística. Foi nela que, em 1963, o diretor John Huston rodou o filme “Noite da Iguana” e deixou a cidade famosa. A água da pequena orla é mais clara e há muito restaurantes e bares badalados nos finais de semana.
  • Wildlife Connection Regress: Esse passeio leva os visitantes para nadar próximo de golfinhos livres que nadam na costa. Os grupos são de no máximo 12 pessoas, para preservar o habitat dos golfinhos. No dia em que fizemos o passeio, a visibilidade da água não estava muito boa. O ideal é se informar antes de contratar o serviço, para aproveitar de forma completa. Não vale ir se o mar estiver escuro.

Onde ficar em Puerto Vallarta

DCIM105GOPROG0845982.JPG

IMG_9840

Localizado ao sul da cidade de Puerto Vallarta, o Villa Premiere Boutique Hotel & Romantic Getaway é um hotel 5 estrelas que oferece todas as comodidades para uma estadia completa. São duas piscinas externas com acesso direto às praias, um SPA com serviços de massagem e Yoga e um lobby bar com aulas de preparação de coquetéis típicos.

Onde comer em Puerto Vallarta

la leche

Com uma gastronomia local rica, Puerto Vallarta não decepciona nas opções de restaurantes e bares. Um deles é o La Leche. Apaixonamos por ele. O diferencial, além dos pratos incríveis, é o local, tudo por lá é branco. O contraste só aparece quando os pratos coloridos chegam. Aliás, o menu muda todos os dias conforme os alimentos frescos são comprados e o chef escolhe as combinações. Vale à pena!

Outra opção de restaurante em Puerto Vallarta é o El Repollo Rojo, conhecido também por Red Cabbage. O menu do local conta com pratos típicos da culinária mexicana, como sopa de amendoim e os chiles em nogada, que é pimentão recheado com molho branco e romã. Ainda dá para se deliciar com um menu especial, que recria pratos servidos no casamento da artista Frida Kahlo.

⇒Continuando a viagem: de Vallarta para a Riviera Nayarit

DCIM105GOPROG1016268.JPG

trilha1

DCIM106GOPROG1857607.JPG

990841_orig

Captura de Tela 2017-08-18 às 17.11.58

Como já falamos, a região de Riviera Nayarit é formada por muitas cidades ao longos de 300 km de costa. São muitas praias e pueblos para explorar, mas selecionamos as atrações e lugares imperdíveis que não podem faltar no roteiro.

  • Sayulita (El Pueblo Mágico): Essa pequena cidade é uma das mais encantadoras e coloridas da Riviera Nayarit. Com pouco mais de cinco mil habitantes, Sayulita respira a vida à beira-mar. A praia não é uma das mais bonitas da Riviera, mas sem dúvida é a mais animada e procurada, principalmente por surfistas e amantes de atividades aquáticas. Aliás, não é difícil encontrar barracas de escolas de surf por lá. Mas o charme mesmo fica nas ruas próximas à orla. As pousadas, restaurantes e lojinhas são coloridas, desenhadas e com enfeites por todos os lados. Alguns muros ganharam pinturas de artistas locais para completar o cenário. Vale à pena bater perna pelo “centrinho”, principalmente fim de tarde e à noite, quando os bares oferecem música ao vivo e muita dança para os visitantes.
  • Islas Marietas: Sem dúvida, o passeio mais conhecido e belo para se fazer na Riviera Nayarit. As Islas Marietas são ilhas de formação vulcânica que ficam na baía de Bandeiras, e só é possível chegar até lá contratando serviço de empresas especializadas. Um delas é a Punta Mita Expedition, que oferece passeio completo até o local, saindo de Nuevo Vallarta. Como tem número limitado de visitantes, é bom reservar com antecedência. Em Marietas, é possível fazer mergulho, observação de pássaros e ida até a “Playa Escondida”, formações rochosas que dão a duas “praias” escondidas na ilha. O acesso só pode ser feito por mar, nadando ou de caiaque, e é preciso ficar de olho na maré para poder sair e entrar nessas com tranquilidade.
  • Sierra Madre: Aqui a atração é uma trilha. A formação rochosa contorna toda a costa da baía de Bandeira explorando a riqueza natural do México. O bônus fica por conta da vista, com o oceano pacífico ao fundo.

Onde ficar na Riviera Nayarit

Há muitas opções de hospedagem na Riviera Nayarit, mas é na região entre a cidade de Nuevo Vallarta e Sayulita que ficam as melhores. O Marival Resort and Suites é um deles, localizado em frente a praia e com sistema all inclusive. As acomodações e demais áreas possuem decoração tradicional e o hotel ainda conta com sete restaurantes de culinária típica e internacional.

Outra opção bacana de hospedagem é o Hotel W Punta Mita, localizado a menos de 15 minutos da cidade de Punta Mita. O hotel é lindo, e o melhor da região. Seu design contemporâneo se mistura com elementos típicos da cultura mexicana, dando um ar diferenciado ao hotel. Os quartos são amplos, há piscinas externas e SPA, a localidade fica a poucos passos do mar, e o hotel oferece alguns equipamentos para esportes aquáticos.

Onde comer na Riviera Nayarit

Prepare-se para degustar muitos pratos típicos mexicanos que não são tão conhecidos fora do país. Um restaurante que oferece um menu completo com pratos locais e internacionais é o Don Pedros, localizado na orla de Sayulitas. O destaque fica para as saladas e os frutos do mar frescos. O bônus fica pela bela vista da praia. Se quiser um bom lugar para ir à noite, aposte no Alquimista Cocktail Room, um bar que oferece uma extensa opção de drinks com destilados de todo o mundo.

 

4 Comments

  • Gustavo Alex de Castro Fernandes disse:

    Pelo visto, para um turista mediano as opções de hospedagem ficam limitadas. Eu tinha a intenção de ir conhecer as islas marietas, mas me decepcionei um pouco pela falta de opções mais em conta. Mesmo se tratando de um local frequentado pelo jetset internacional, imaginei que nós, pobres mortais, poderíamos viajar por uma semana sem ter que pagar uma hipoteca da casa para pagar as despesas de viagem.

  • Thais disse:

    Oi Rico, adorei seu post! Estamos indo em abril e estou estudando roteiros e o que fazer. Até agora o seu foi um dos melhores. Parabéns! Se não se importa, poderia tirar umas dúvidas: 1. Estou em dúvida se vale a pena ficar em um resort all inclusive ou não. Qual sua opinião?
    2. Você alugou um carro e saiu desbravando esses pontos turísticos sozinho?
    3. Para as ilhas eu sei que precisa de uma agência né. qual você usou? Fechou lá mesmo? Porque dizem que o número de visitantes nas ilhas marietas é restrito né…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.