Pérolas da Toscana: Pitigliano

cidades-mais-lindas-da-toscana

Escondidas entre vales e montes, a Toscana guarda preciosidades como Pitigliano. Isolada do progresso, e graças a isso, a pequena cidadela pouco mudou nas últimas décadas. Os moradores mantêm os mesmos hábitos e costumes de sempre. Aqui a vida passa bela, devagar e, no caso, numa colina debruçada sobre um imenso e verde sítio arqueológico etrusco, entrecortado por túneis e tumbas escavados há quatro mil anos. No entorno, apenas um vasto e silencioso vale, pontilhado por plantações de trigo, uva e oliva.

piti3

14927024875_a8ce45be9e_k

toscana amor

O mais engraçado é que mesmo na Itália, essa preciosidade é pouco conhecida, pelo menos em comparação com outras cidades da Toscana como San Gemignano ou Siena. Quando pedimos informação sobre Piti na estação de trens de Roma, quase ninguém soube informar como se chegava. Foi então que decidimos seguir de carro, e em menos de uma hora, lá estávamos naquela joia rara.

Nosso hotel foi a Locanda Cantinaccia de Sopra, e gostamos muito dessa experiência. Era um agriturismo cercado  de plantações de oliva e trigo, com uma casa de pedra, piscina e uma vista linda. Bem pitoresco. Aliás, há muitos agriturismos nessa área (veja aqui). Já para quem quiser um hotel charmosinho dentro da cidade, tem o La Camere del Ceccottino, que é uma graça.

Quer viajar mais e ficar por dentro de todas as dicas, novidades e promoções?

Deixe seu email aqui!

8711068881_f88f5194b8_k 8715025542_e0f12195ed_k

Localizada no encontro de três vales, Pitigliano surge repentinamente na paisagem, depois de uma curva na estrada. A primeira impressão que se tem é de que a cidade emergiu de um sonho. A segunda é de que brotou da montanha. Pitigliano foi feita com barro e rocha das colinas, tem a cor do bronze e, às vezes, da prata. As casas, quase todas de três andares, são feitas com blocos de tufa (material que forma a colina) e os telhados, de terracota. É linda demais! Ficamos muito apaixonados!

piti9piti01

O mirante na estrada que leva a Pitigliano, ao lado da Igreja Madonna delle Grazie, exibe a vista mais espetacular da cidade. É uma parada obrigatória antes de se entrar em Pitigliano. Depois dali, uma estrada sinuosa leva ao portal principal, onde ficam a Praça da Comuna . Daí em diante, as ruas estreitas só dão passagem para pedestres, bikes e lambretas.

fotos~globo-5jbedjvitr61d1so6bg6

piti1

E sob essa cidadezinha deliciosa, uma teia de túneis leva a tumbas e celas etruscas talhadas há quatro mil anos. Isso porque Pitigliano é uma cidade medieval, mas antes de viver as aventuras do Império Romano, ela foi ocupada pelos chamados tusci.

piti4

Passear pela chamada Via Cave, com os túneis de até 20 metros de profundidade e três de largura escavados no solo, cobertos de visco e vegetações primitivas, é impressionante. Alguns túneis chegam a ter quilômetros de extensão. Todos são sinalizados, e dá pra andar por esses caminhos numa boa, sem guia. Não se sabe ao certo por que estes corredores foram escavados, mas acredita-se que eram rotas sagradas onde as procissões e as cerimônias funerárias eram realizadas. Outra hipótese diz que os túneis formavam um labirinto cujo traçado era conhecido apenas pelos etruscos, e serviam de escape durante as guerras de conquista travadas com o povo romano.

via cave

Aqui também comemos as melhores pastas e pestos da nossa vida. No Hostaria del Ceccottino, na praça do Duomo, tivemos uma das melhores experiências com slow food da Toscana. E tem também o Il Tufo Allegro, com um toque mais contemporâneo e igualmente maravilhoso (mas para quem quiser, o chef Domenico Pichini tem na manga um menu tradicional)!

5501783481_89a2d089eb_b

 

Aliás, parar em qualquer lojinha gourmet de Pitigliano é comprar um bom vinho, pão, pesto e tomate seco para comer de tarde sentado nas muretas da cidade, contemplando a paisagem, é o tipo de experiência que nos dá a sensação de sermos únicos (e abençoados) nesse planeta.

rico toscana

Bom demais!!! Ah, e de noite a paisagem é assim, tá?

6850165462_8f06a211b6_b

VEJA MAIS:

Pérolas da Toscana: Sovana e Sorano

 

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Current ye@r *