Eze Village e Saint Paul de Vence: delícias da Côte d’Azur

Duas vilas medievais, cravadas sobre montanhas, desenhadas por labirinto de pequenas ruas com charmosas casas de pedra, ocupadas por galerias de arte, brechós e restaurantes. Assim são Eze Village e Saint Paul de Vence, duas cidades charmosérrimas na Côte D’Azur. Cerca de 40 quilômetros separam os dois destinos e o roteiro é um bate-e-volta perfeito para quem está em Nice. Mas sinceramente, achamos vale à pena dormir em Vence pelo menos uma noite.

Uma coisa legal é que esse roteiro Eze Village e Saint Paul de Vence não agrada só aos adultos; Juju amou as cidades. Além disso, são fáceis de serem exploradas: têm sombras, árvores frondosas, lugares para sentar ou fazer um lanche.

 

*** EZE VILLAGE ***

Eze Village e Saint Paul de Venceeze1 Eze Village e Saint Paul de Vence

Eze é minúscula e preciosa. Debruçada sobre o mar mediterrâneo, a cidade medieval e fortificada é um delicioso sobe e desce de ruelas muito  estreitas, recheadas de galerias de arte, lojinhas, cafés. A cidade é tão antiga e conservada que parece uma locação dos filmes do Rei Arthur. O primeiro registro de ocupação de lá data de 2000 B.C, mas a história mais recente começou em 983 A.C, quando o príncipe William da Provence derrotou os mouros e tomou de assalto a cidadela. Daí em 1388, os nobres de Savoy ergueram o que hoje vemos por lá. E é apaixonante.

Comece cedo o seu passeio (às 19h, as coisas já estão fechadas em Éze). Aproveite o sol da manhã e caminhe até o topo da vila, onde estão as ruínas de um castelo e um bonito jardim botânico. Depois, pegue o caminho Friedrich Nietzsche e tome a “Eze Bord-de-mer”.  Parece que aqui, sob as oliveiras e pinheiros, que Nietzsche compôs a última parte de sua obra “Assim falou Zaratustra”.

Emende a tarde com um almoço no restaurante do Chateau Eza, à bordo de um cardápio estrelado no Guia Michelin e com a vista imperdível do mar mediterrâneo. Se tiver um pouco mais de fôlego, aproveite e hospede-se no hotel, que funciona com apenas 12 suítes no chateau erguido há 400 anos e que serviu de residência para  um príncipe sueco.

⇒VEJA AQUI HOTEIS EM ÉZE⇐

Eze Village e Saint Paul de Vence

Outro programa bacana é visitar as perfumarias  e ver de perto como são fabricados as poções aromáticas. Éze fica pertinho da cidade de Grasse (são exatos 67 km), a capital mundial dos perfumes, e divide com ela a atenção da indústria (além dos campos floridos nos arredores). Grandes perfumarias como Galimard e a Fragonard têm filiais por lá e organizam visitas.

***SAINT PAUL DE VENCE ***

Eze Village e Saint Paul de Vence paul2 Eze Village e Saint Paul de Vence

Saint Paul, adorada por Van Gogh, Chagall e Matisse, é conhecida como a Vila dos Artistas.  Esculturas ao ar livre, galerias de arte, restaurantes ao ar livre tomam as ruas.  É um pouco maior que Eze,  mas apesar do tamanho acanhado, St-Paul-de-Vence merece ser visitada com calma. É de um naipe incrível.

Realmente, para percorrer as três ruas principais, paralelas, e as outras vias de St-Paul, seus becos e ruelas perpendiculares, não é preciso muito tempo. Para cruzar a Rue Grande (a principal de Vence) em toda a sua extensão, com cerca de 300 metros, não se leva mais do que cinco ou seis minutos, mesmo parando em uma ou outra vitrine.

paul1

Mas St-Paul-de-Vence é um cartão-postal todo encravado de saborosos e belos segredinhos.  Centenas de pequenas lojas  onde de encontra de tudo: souvenirs, arte da vanguarda local e, garimpando um pouco, é possível encontrar também peças de design e objetos de decoração. Visite a Première Pression Provence, que vende azeites de todos os tipos, ou a Beatitude, loja de brinquedos artesanais, uma graça de lugar.

Outra dica bem legal é fazer uma visita à Fondation Maeght. Inaugurada em 1964, Maeght é uma fundação privada que abriga obras modernas de artistas famosos, como Miró. O jardim é repleto de obras de arte curiosas, misturando cultura e natureza e fazendo deste um passeio inesquecível.

Para uma refeição intramuros, vá no restaurante Le Saint-Paul, no hotel de mesmo nome, que faz parte da associação Relais & Châteax. Cozinha maravilhosa, e mesas dispostas num lindo terraça. Porém, a refeição mais concorrida de St-Paul-de-Vence acontece no restaurante La Colombe d’Or, onde mesmo fora da alta temporada é difícil conseguir uma mesa sem reserva.

ONDE FICAR EM Eze Village e Saint Paul de Vence

Uma opção mais em conta é ficar num hotel em Nice, que fica a menos de 20 minutos das duas cidades.  Foi o que nós fizemos. Para quem quiser ficar no Centro Histórico de Nice (que é muito mais charmoso), o Beau Rivage é super charmoso. O Cresp também é bem bonitinho. hoteis em Eze Village, consulte aqui. E para hoteis em Saint Paul de Vence, vá aqui.

DICA: no verão, a cidade fica muito mais cheia, já que o sul da França é rota de cruzeiros. Se quiser, aproveite o meses de maio e setembro para ir, quando há menos gente.

 

6 Comments

  • Sheila disse:

    Me apaixonei tanto por esse post e comprei passagem pra Nice 😉
    Vou em janeiro por 10 dias com marido e a filhota de 7 anos.
    Alguma dica especial pra quem vai com kids?

  • Mariana Schwartzmann disse:

    Olá pessoal.
    Vou estar em Turin no final de abril/2017. Meu marido vai estar em um curso de vinhos e sugeriu que eu faça um bate-e-volta até Nice. Pesquisando descobri Èze e Saint Paul de Vence. Já estou maravilhada, vou passando e explorando um pouco esses lugares incríveis, caminhando, fotografando e gravando áudio. Comprei um gravador digital para poder registrar tudo junto com as fotos, sem precisar escrever e assim aproveitar o máximo; O que vcs me dizem do clima nessa época?

    • admin disse:

      Oi, Mari. Que legal. Eu nunca fui pra Nice em abril, mas pelo que sei, o clima é bacana. Não é verãozão, mas já é quentinho. Vai sim!!! E as duas cidades são lindas. Vale à pena. Depois conta pra gente como foi?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.