Colômbia: lugares imperdíveis para incluir no roteiro

Nem só de praias vive a Colômbia O país é uma experiência completa. De grandes cidades como a renovada Bogotá,  a pequenas vilas de casas coloridas, o país oferece roteiros imperdíveis. O litoral norte e as ilhas de San Andres e Providência oferecem as belezas do mar caribenho como opções mais baratas para curtir o clima tropical, enquanto Bogotá e Medellín estão em plena efervescência cultural. Há até quem diga que as duas capitais são o MeatPacking da América do Sul.

Mapa Colômbia

Bogotá: a Colômbia remasterizada

97409_subitem_fullbogota zona T. bogota zona T bogota

Porta de entrada para a Colômbia, Bogotá deixou de lado a fama de violenta para se tornar umas das cidades mais agradáveis e efervescentes para se visitar no país. Pelos principais bairros é possível notar a riqueza cultural colombiana mesclada às agitações da metrópole moderna com algumas pinceladas bem hispters.

Bogotá tem casas coloridas, grafites, bons restaurantes, vida noturna. E a meca desse movimento é a Zona Rosa,  também conhecida como Zona T, o bairro mais descolado da cidade. Por lá é possível visitar galerias de arte, bater perna por ruas recheadas de lojas de grife, seguir por rotas grafitadas e aproveitar bares e restaurantes ultra descolados. Um deles é o “Andres Carne de Res”, com 4 andares temáticos que vão “do céu ao inferno”, garantindo a diversão da viagem.

Vale à pena também alugar uma bicicleta pra explorar a cidade, e quem gosta de história e arquitetura deve incluir no roteiro o bairro “La Candelária”, o centro antigo de Bogotá. A Praça Bolívar é o principal ponto e nele é possível visitar a Catedral Primada de Colômbia, Palacio de Justicia e Congresso de La Republica. Por perto ainda ficam o Museo Del Oro e Centro Cultural Gabriel García Marquez. Estique ambém para a Plazoleta Del Chorro de Quevedo, com suas ruas estreitas de paralelepípedo e casinhas coloridas que escondem cafés e bares rústicos.

 

Onde se hospedar em Bogotá

Hotel B3 Virrey – Esse hotel moderno fica localizado no bairro Chapinero, próximo à a Zona Rosa, e possui arquitetura e decoração moderna. Os quartos são amplos, com opções para toda a família. Fica em frente ao Parque el Virrey, com vasta opção de transporte público.

Hotel Exe Bacata 95 – Outra opção próxima a Zona Rosa, esse hotel com decoração inspirada na arte indígena Kogui possuí área goumet e restaurante/bar no terraço do hotel. Dentro também há uma agência exclusiva que oferece pacote para os principais pontos turísticos da cidade (verificar disponibilidade diretamente na recepção).

Medellín e Guatapé

Medellín ColômbiamedellinJardin Botanico Joaquin Antonio Uribe em medellin: roteiro pela ColômbiaBotero-Sculpture-Park-68850

Segunda maior cidade da Colômbia, Medellín já foi considerada a mais violenta do mundo nas décadas de 80 e 90. Entretanto, com incentivo do governo e apoio popular, ela se reinventou e hoje é um dos pólos tecnológicos do país, tanto que em 2013 foi eleita como cidade inovadora do mundo.

Entre as atividades, parques ao ar livre, museus e bairros com badalação noturna são os mais procurados para visitação.

O Jardim Botânico Joaquin Antonio Uribe, ao lado da estação de metrô Universidad, é uma delícia. Outro ponto alto  de Medellín é  Lleras, um simpático bairro que concentra famosos bares, baladas e restaurantes da cidade. Durante o dia, o passeio á pé leva a ruas e praças arborizadas que recebem exposição e venda de obras de artistas locais.

Outras opções de passeio são a Plaza Botero e Museo de Antioquia. Ambos são espaços reservados para as esculturas e obras do artista colombiano Fernando Botero. O prédio já impressiona pela arquitetura, que já foi sede do governo municipal. Ao redor, o jardim em estilo moderno possui cafés e recebe a apresentação de bancas e artistas locais. A entrada custa 10.000 COP e o museus abre de segunda a sábados, das 10h as 17:30h.

Para uma experiência mais cultural, não deixe de ir até o Cerro Nutibara e conhecer o Pueblito Paisa, uma cidadezinha réplica do típoco povo antiquenho. De lá é possível ter uma bela vista de Medellín e ainda aproveitar comidas típicas. Para chegar é preciso pegar o metrô, saltar na estação Industriales e fazer uma caminhada de 20 minutos até a vila.

Guatapé Colômbia

Reserve também um ou dois dias para conhecer pueblo de Guatapé, que fica a pouco menos de duas horas do centro de Medellín. Por lá tudo é colorido. Casas, escadarias e transportes são pintados e desenhados com símbolos locais. Cada ruela esconde pequenos restaurantes rústicos e lojinhas de artesanato.

Para chegar até Guatapé é possível ir de carro alugado, com empresas especializadas ou até mesmo de ônibus que saem diariamente do Terminal del Norte em Medellín. O mais indicado é ir com as duas últimas opções, já que o caminho é cheio de curvas e passa por muitas estradas montanhosas. A visita pode ser feita em um bate volta, mas se tiver tempo, passe uma noite em alguns dos hotéis da região para aproveitar a noite local.

Onde se hospedar em Medellín

Diez Hotel – Com decoração inspirada na cultura colombiana, os quartos e demais espaços do hotel possuem peças de decoração feitas artesanalmente  e, ao mesmo tempo, se mistura com itens modernos e tecnológicos, proporcionando maior conforto. O Diez Hotel fica localizado no bairro de El Poblado, a pouco mais de 20 minutos da estação principal do metrô que dá a cesso as atrações turísticas.

The Charlee Hotel – Esse hotel moderno fica localizado no bairro El Poblado, próximo á região de bares e restaurantes da cidade. Possui opções de quartos para toda a família, além de espaço goumet com culinária local e internacional. A estação de metrô fica a 15 minutos de caminhada e o hotel também oferece estacionamento gratuito.

Onde se hospedar em Guatapé

As opções de hotéis em Guatapé ficam fora do centro na cidade e nos lagos da região formados pela barragem. Boa opção na região é o El Trebol Guatapé, com quartos para toda a família e próxima a La Piedra, principal atração da cidade.

Cartagena das Índias

Cartagena Colômbia

A simpática cidade de Cartagena encanta não só por suas casas coloridas e sua arquitetura histórica, mas também pelo povo e suas raízes, que se mantém fortes mesmo com o passar dos anos. É entre os muros do centro antigo que ficam as principais atrações, mas ainda é possível  se deslumbrar com as águas cristalinas das Islas del Rosário ou com as construções espanholas imponentes ao redor da cidade.

Alugue uma bike e se perca pelas cidades. Vá até o Palácio da Inquisição, o Teatro Heredia e casa do escritor e jornalista Gabriel García Marquez. Os baluartes da muralha também são ótimas opções de passeio, principalmente no final do dia, para apreciar o pôr do sol de camarote.

Para aqueles que querem praia, é necessário se deslocar em direção ao arquipélago das Islas del Rosário, a pouco mais de uma hora de barco de Cartagena. São 27 ilhotas e como esse passeio é famoso, algumas delas ficam muito cheias e com ambulantes pelas areias. Para ter uma experiência mais tranquila, escolha a Isla Barú ou  ilha particular Gente Del Mar. Ambas recebem um número limitado de visitantes por dia, o que evita a lotação das praias, e possuem as clássicas praias de azul turquesa.

Onde se hospedar em Cartagena

A região do centro histórico, dentro das muralhas, é a mais procurada. É por lá que ficam as opções de hotéis mais charmosos e com decoração típica, além de ficaram mais próximos as principais atrações da cidade. Boas opções são o Noi Cartagena e o Hotel Casa San Augustín.

Santa Marta – Parque Nacional Natural Tayrona

tayrona CP4

A cidade de Santa Marta não tem muito atrativos, mas serve de entrada para o Parque Natural de Tayrona, que esconde belas praias, paisagens quase intocadas e sítios arqueológicos.  Além disso, a paisagem se completa com a Serra Nevada de Santa Marta ao fundo, maior cadeia montanhosa costeira do mundo.

O parque possui três entradas. A primeira, na região de Palangana, que fica a 12 km de Santa Marta. Ela dá acesso as praias de Gayraca, Neganje e Cinto. Todas elas possuam águas claras e são as opções mais tranquilas do parque.

A segunda é a entrada de Calabazo, com uma trilha maior até as praias (cerca de 4 horas)  que passa pelo Pueblitos, um dos sítios arqueológico dos Tayronas. Ela levas as praias de El Cabo, La Piscina, Arrecifes e Canaveral.

A terceira opção, a entrada de El Zaino, dá acesso as mesmas praias e ao Pueblito. A entrada é paga, as as trilhas são mais leves que Calabazo.

Aqui, a ideia é meter o pé na estrada e fazer as trilhas para  explorar praias e santuários. O auge? A trilha de 44 km até a cidade perdida, passando por muitas praias e pela selva até chegar no mais importante sítio arqueológico Tayrona, que lembra a atmosfera dos filmes de Indiana Jones.

Se você não quer passar a noite dentro do parque e prefere fazer bate e volta, a melhor cidade para se hospedar é Santa Marta. Boas opções de hotéis são o moderno Catedral Plaza ou a charmosa e colorida Casa de Isabella – Kali Hotel.

Para os aventureiros, a estada no parque é obrigatória. Há opções de áreas de camping e redários. A principal região com essas estrutura fica em Cabo San Juan del Guia, com armários para deixar os pertences e um restaurante. Além deles, a opção de hotel luxo no parque é o Ecohabs Tayrona Park.

San Andres e Providência

Mapa ColômbiaSan Andres Colômbia

Essas duas ilhas colombianas ficam próximas à costa da Nicarágua e possuem as praias mais paradisíacas do país. Águas claras, areias brancas, rica vida marinha e muitas atividades para a família fazem parte do roteiro.

Entre elas, San Andres é a mais agitada e conhecida pelos famosos casamentos à beira mar e paraíso das compras. Já a pacata Providência é procurada por aqueles que querem curtir o sossego das praias e a singularidade dos nativos. O bacana é integrar essas duas pequenas ilhas em uma viagem só e aproveitar as particularidades da cada uma.

Se o roteiro começar por San Andres, reserve o primeiro dia para passear de ponta a ponta pela ilha em um carrinho de golf ou moto (consulte em seu hotel – de 70 a 100 mil pesos). Ela tem somente 30 Km de extensão e é possível explorar todos os seus cantos em um dia só. Assim fica fácil escolher suas praias e locais favoritos para voltar em outros dias. E por esse passeio é impossível não se apaixonar pelas mil e uma cores de turquesa que o mar tem. São diversas praias ao longo, uma mais linda do que a outra.

Entre elas, as praias do centro são as mais badalas e com infraestrutura completa. A Spratt Bright e Peatonal são as mais procuradas. O calcadão com muitas barracas, hotéis, bares e cafés movimentam a área. Além disso, as águas nesse ponto são muito calmas e com temperatura agradável, perfeitas para quem que aproveitar um mergulho com crianças.

Outra opção que fica ao norte da ilha é a praia de Rocky Cay, mais tranquila, com menor estrutura e com um navio encalhado que serve de ponto ideal para mergulho.

No lado oeste da ilha ficam as atrações de West View e La Piscinita, que não são praias, mas sim, pontos de mergulho. As duas ficam próximas, mas a primeira possui estrutura com tobogãs e trampolins. Ambas são ótimos pontos para mergulho e snorkel, já que a região é cheia de peixes coloridos. Entre as duas, La Piscinita é a mais tranquila, já que a área com lanchonete é um pouco menor, mas é igualmente linda.

Ao sul, a diversão fica por conta do Hoyo Soplador, um buraco que funciona como um gêiser, lançando colunas de água que podem chegar à 5 metros.

Providência Colômbia

Com menos atrações e mais tranquilidade, as ilhas da Providência e Santa Catalina são igualmente belas e com paisagens intocadas. Para chegar até elas há a opção de catamarã ou avião.

A primeira é mais demorada, cerca de 3 horas, porém, mais barata, em média 250 mil pesos por pessoa. A segunda é a opção mais rápida, 30 minutos, e custa em média 450 mil pesos por pessoa. Os catamarãs podem ser comprados diretamente no porto de San Andrés e os voos são feitos pela empresa SATENA.

Da mesma forma que em San Andres, vale à pena alugar carrinhos de golf ou motos para dar a volta pelas ilhas e descobrir os pontos e praias favoritas.

Um dia é suficiente para conhecer as duas, mas o ideal é ficar pelo menos três dias apreciando e explorando seus cantos, já que elas integram a Reserva da Biosfera Seaflower, a terceira maior barreira de corais do mundo.

Entre os principais locais para se conhecer nessas duas ilhotas paradisíacas são a praia de South West Bay, com águas clamas e claras, a trilha do The Peak, que leva ao ponto mais alto da Providência e tem vista privilegiada do azul turquesa do mar, e o passeio até Cayo Caranguejo, uma ilhota próxima que tem um dos melhores pontos para mergulho da região. Prepare-se para ver tartarugas, raias e muitos peixes.

Onde se hospedar em San Andrés

Casa las Palmas e Cocoplum são ótimas opções por aqui

Onde se hospedar em Providência e Santa Catalina

Para curtir a tranquilidade e beleza de Providência, uma opções é  Sol Caribe Providência, com sua decoração colorida, alegre a aconchegante.

 

 

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.