Dicas de Barra Grande e Taipus de Fora

marau24

Procurando um destino pra esses feriados de abril? Barra Grande e Taipus de Fora têm quilômetros de praias intocadas, lagoas, piscinas naturais, muito dendê, e uma vila de pescadores pé-na-areia pra lá de charmosa, é um destino perfeito para relaxar e se conectar com a natureza.  Se você não foi à Taipus, nêga, então vá.

Por essas bandas, reina o zen-baianismo. Forró sim, música nos barzinhos também, mas não espere um noite porreta. Apenas pegue sua canga, reserve seu lugar ao sol, almoce um bobó, escolha entre um mergulhe de água doce ou salgada  e desacelera. Barra Grande é um lugar de difícil acesso, a duas horas de estrada de chão de Ilhéus, e por isso mesmo é uma região que se preservou.

O turismo aqui até vem se desenvolvendo. Mas de um jeito bacana. Há barracas de praia, mas elas são charmosas, com pufes, gazebos e redes. Os quadriciclos também estão por aqui, só que sem desrespeitar a natureza: os motorizados circulam apenas nas estradas de terra e trilhas; na beira da praia, não se vê nenhum deles, apenas bicicletas.

FullSizeRender-5 FullSizeRender-3 marau21 marau18

Onde ficar em Barra Grande e Taipus de Fora

O centro lembra um bocado o de Caraiva, com ruas de areia batida e casa coloridas. Ficando por essas bandas, você estará a poucos passos da ponta do Mutá, um dos trechos de praia que mais gostamos.

Ficamos hospedados no Kiaroa, um resort bem legal e exclusivo, na beira da praia, num terreno com 240 mil metros quadrados e apenas 14 bangalôs (alguns com piscina exclusiva como ). Não somos adeptos de resorts, mas o Kiaroa é realmente especial e diferente. Não tem milhares de pessoas, nem animadores nas piscinas, e é integrado à natureza. Mas é um pouco distante do centrinho do vilarejo, onde acontece o fervo e onde é bem gostoso se hospedar.

Outro hotel bem bacana (que fica de frente pra piscinas de Taipus) é a Pousada Taipus de Fora.  E aqui tem mais hoteis em Barra Grande e Taipus.

 

12798881_2198667150407776_6954021837415922385_n 12806248_2197875543820270_8422249467492343644_n 12805731_2197875517153606_884340963851222198_n

 

O QUE FAZER:

As piscinas naturais de Taipus:

Se a escolha for água salgada, vá para as piscinas de Taipus de Fora. Mas programe-se para chegar na hora da maré baixa. Quanto mais seca a vazante, mais cristalina a água. Se for lua cheia ou nova, o movimento das marés é mais radical e as piscinas aparecem mais. Se coincidir os horários, sente do Bar das Meninas e almoce um bobó. Foi um dos melhores que já comemos. Porém, na maré alta, esqueça esse programa todo: a água fica mais mexida, com ondas e recifes cobertos que não se veem, então o mergulho não é tão indicado.

dicas Barra Grande e taipus de fora: as piscinas naturais dicas Barra Grande e taipus de fora: as piscinas naturais água transparente na maré baixa: piscinas naturais de taipus marau16

Ponta do Mutá:

Aí, nesse caso, mude-se de praia, e vá para a Ponta do Mutá (saindo da vila, dá pra ir a pé caminhando pela área). O Mutá fica pro lado da Baía de Camamu, é sempre calmo, a água transparente e se tem a vista mais linda do poente. É também onde ficam as barracas de praia mais legais do pedaço: a Sol do Mutá e o Bar Macunaíma. No Mutá comemos um atum fenomenal, e no Macunaíma, um robalo em crosta crocante e molho de maracujá cremoso. Fantástico!!!

ponta do muta

ponta do muta ponta do muta

marau1

Passeios pelas lagoas do Cassange e Azul:

Há também o passeio das lagoas que leva ao Cassange e à Lagoa Azul, ambas de água doce e cor de Coca-Cola. Esse passeio pode ser feito em quadriciclos ou de 4×4, e normalmente termina nas piscinas de Taipus. Fizemos com o pessoal da Órbita Expedições, e foi bem legal.

marau20 lagoa do cassange marau sup na lagoa do cassange marau

Passeio de lancha até a cachoeira de Tremembé

Pra quem quiser, há em Taipus ainda um passeio de lancha até a cachoeira de Tremembé. Ela passa pelas três ilhas da baía de Camamu e acaba na cachoeira. Mas é um passeio demorado e, pelo que falaram, não reserva nenhuma grande surpresa. Pulamos e preferimos ficar mais nas praias, na nossa equação acarajé-dendê-sol-preguiça. Bom demais, visse?!

bar das meninas taipus12439392_2196674313940393_566603314449219856_n

 

Outras dicas de Taipus e Barra Grande

COMO CHEGAR: precisa ir até Ilhéus, e de lá seguir para Barra Grande pela BA 001 (asfaltada) até Camamu e então pegar a lancha rápida. Para Camamu, pode-se ir de carro ou ônibus.

QUANDO IR: Junho e julho é época de chuvas, e agosto de ventos. O resto do ano é SOLLLLL !!!

AS MARÉS: As piscinas naturais só aparecem na maré baixa. A vazante faz com que a água fique represada nos recifes. Todo dia a mudança das marés ocorre entre 30 e 45 minutos mais tarde do que no dia anterior. Aqui no site da marinha tem a informação da tábua de Ilheus. Tente programar sua viagem se baseando nela.

Você encontra as piscinas naturais entre uma hora e meia antes e uma hora e meia depois do nível mínimo da maré baixa. Procure chegar antes de a maré atingir o nível mínimo: a água estará mais límpida. Quando a maré volta a encher (imediatamente depois de atingir o nível mínimo), a água fica mexida e entram impurezas.

QUANTO CUSTA: um moqueca para dois custa em média R$100 nos restaurantes como A Tapera, Macunaíma, Bar das Meninas. O aluguel do quadriciclo dá pra conseguir por R$150. O taxi entre  Kiaroa e o centro custou R$30 por trecho. O passeio de lanche para Tremembé fica em R$120-R$150 por pessoa.

PASSEIOS E TRANSFERS: Gostamos muito da Órbita Turismo. Fizemos tudo com eles.

 

Quer viajar mais e ficar por dentro de todas as dicas, novidades e promoções?

Deixe seu email aqui!

Follow my blog with Bloglovin

2 Comments

  • Juliana disse:

    Pra quem ainda quer luxo, aconchego e hospitalidade sem igual, indico a Pousada Encanto da Lua, pousada pé na areia que não tem os preços exorbitantes do Kiaroa, e além de tudo inclui café da manhã e jantar na diária e o que é melhor, fica na praia mais famosa de lá, Taipus de Fora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Current ye@r *